Pelo terceiro dia consecutivo, volta a chover em mais de 100 municípios do Ceará, segundo a Funceme

Porção noroeste do Estado deve seguir com chances de maiores acumulados (FOTO: Liduina Gomes)

Região Central: Voltou a chover pelo terceiro dia consecutivo em mais de 100 municípios do Ceará, conforme os dados da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O boletim considera as chuvas das sete da manhã de ontem, até às sete da manhã desta quarta-feira (3).

Conforme os dados atualizados pelo órgão até o momento, foram contabilizadas chuvas em 115 cidades do Ceará. A maior delas foi em Ipueras, com 44 mm, seguido de Campo Sales, que registrou 38,1 mm no Açude Poço de Pedras.

No Sertão Central, choveu em Quixeramobim (25mm), no açude Paus Brancos, em Choró (17 mm),  Mombaça choveu 14.2 mm e em outras demais da Região também foram contabilizadas, podendo ter acesso a lista completa clicando aqui.

Cenário meteorológico

Os últimos registros de chuva no Ceará têm relação direta com a formação de áreas de instabilidade que se formaram sobre o oceano Atlântico, proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) – principalmente no centro-norte/noroeste-, além de outros fatores físicos locais como temperatura e relevo.

Tais condições deverão se manter até a próxima sexta-feira (5), pelo menos. Conforme previsão do tempo realizada pela Funceme na manhã desta quarta, espera-se, para hoje, predomínio de céu variando entre claro e parcialmente nublado em todas as macrorregiões com precipitações mais abrangentes na Ibiapaba e isoladas no Litoral Norte. Nas demais, há possibilidade de registros mais restritos e com intensidade variando entre fraca e moderada.

Para quinta (4), a área de abrangência dos registros deverá aumentar, ficando toda a faixa litorânea, Ibiapaba e Maciço de Baturité sob condições de eventos de chuva. Já para o centro-sul, são esperadas precipitações isoladas.

Por fim, para a próxima sexta-feira, a tendência, neste momento, é de predomínio de nebulosidade variável com chuva isolada em todas as regiões.