Prefeitura de Madalena abre cadastro para atores que desejam atuar em filme que será rodado no município

Vista áerea da cidade de Madalena; município será palco de película do cinema (Foto: Fortaleza em Fatos e Fotos)

Região Central: Você conhece algum cearense do sertão central, que sonhou algum dia em ser visto nas telas do cinema? Chegou a hora: a Prefeitura da cidade de Madalena, na região Centro do Ceará, abriu inscrições para o cadastro de artistas que desejam participar da produção de um filme que será rodado em Madalena. A participação é voluntária.

O cadastro é para formar a equipe que deverá integrar o longa-metragem Salvador do Vale que, de acordo com a Prefeitura de Madalena, será protagonizado pelos madalenenses e realizado através de parceria e da colaboração voluntária de diversos artistas da região.

As inscrições para os interessados podem ser feitas através de um link disponibilizado no site da Prefeitura do município. O formulário ficará em aberto para aqueles que desejam fazer sua inscrição até o dia 28 de fevereiro. A oportunidade é exclusiva para atores e/ou atrizes que devem ter, como condição para ter o cadastro efetuado, residência fixa em Madalena.

Salvador do Vale conta uma história que se passa no ano de 1926 em Madalena. Foragido desde a ‘Sedição de Juazeiro’ e disfarçado de padre na vila de Madalena, o personagem também conhecido como “o cangaceiro místico”, tenta levar uma vida normal, incógnito e longe da violência, até que soldados desertores da ‘Coluna Prestes’ começam a atormentar uma humilde família da comunidade a mando de um latifundiário para se apoderar de sua terra, é quando Salvador se vê forçado a unir forças com o bando de Lampião para fazer justiça.

O filme, que ainda nem rodado foi, já tem até ficha técnica: deverá ter duas horas de duração e a classificação indicativa é de maiores de 14 anos. O longa-metragem tem classificação temática de Nordestern, uma espécie de sátira do estilo Western, típico dos filmes de bang-bang do passado. A direção é de Daniell Abrew. Ele é ator, cineasta, roteirista e produtor. Cearense, é filho primogênito da união entre primos. Em 2005 foi diretor de Centopeia, o primeiro longa-metragem do gênero ficção-científica do Ceará lançado nas salas de cinema em 2008 e relançado em 15 de janeiro de 2010 no Cine São Luiz.