Unicatólica visa implantar a REDENIT no Sertão Central

A UNICATÓLICA – Centro Universitário Católica de Quixadá, no dia 06 de outubro, recebeu em suas instalações o Secretário Adjunto da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Prof. Carvalho de Arruda Coelho, o Coordenador do Projeto Rede de Núcleos de Inovação Tecnológica do Ceará (REDENIT-CE), Prof. Samuel Câmara, e a Coordenadora da Célula de Gestão de Interiorização da REDENIT-CE, Prof.ª Teresa Mota, para uma reunião com os representantes das Instituições de Ensino Superior de Quixadá, no intuito de implantar a REDENIT no Sertão Central, onde a UNICATÓLICA passará a ser a Instituição Nucleadora.

O momento contou com a presença de representantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), da Universidade Estadual do Ceará (UECE) e da Universidade Federal do Ceará (UFC). Representando a UNICATÓLICA, esteve presente o Pró-Reitor de Pós-graduação e Pesquisa, Prof. Américo Valdanha Netto, bem como coordenadores de curso e professores da IES.

A REDENIT-CE foi criada em conformidade com as leis de inovação existentes, visando organizar e estimular a parceria entre os Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) das Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), públicas e privadas, sediados no Ceará, objetivando identificar e gerar estratégias para que a grande quantidade de pesquisas desenvolvidas pelas ICTs transforme-se em inovação e negócios, contribuindo para o desenvolvimento, a proteção e a transferência da inovação tecnológica para o mercado. Além disso, a REDENIT-CE propõe-se a apoiar as ICTs parceiras na estruturação e no fortalecimento de seus NITs para exercerem suas competências atribuídas por lei.

Ressalta-se que a UNICATÓLICA se encontra em treinamento e capacitação da REDENIT-CE, através da participação do Prof. Cássio Pinheiro e do colaborador e aluno do curso de Sistemas de Informação (SI), Miqueias Maia, nos encontros da REDENIT-CE, realizados em Sobral/CE, em setembro.

Com a formalização do convênio, a UNICATÓLICA e demais IES passam a ter destaque acadêmico, beneficiando discentes e docentes com a elaboração de pesquisas científicas; bem como novas formas de captação de recursos; possibilidades de Royalties; transferência de tecnologias e desenvolvimento regional, beneficiando a sociedade com novos produtos e formas de processos. 

Clique aqui e confira maiores informações.