Perseguição: Oposição não se conforma com derrota e faz 3° pedido de impeachment do prefeito de Quixeramobim

Prefeito Clébio Pavone com o governador Camilo Santana (foto: RC)

Região Central: A oposição não tem limite e tenta de todas as formas derrotar o prefeito eleito Clébio Pavone, do município de Quixeramobim. Cirilo Pimenta que foi humilhado nas urnas não aceita a derrota que foi chancelada pela população. Esses pedidos têm o objetivo de criar alardes e levar a cidade ao caos.

Nesta segunda-feira(03),  o vendedor de carne Juracy Vieira de Lima, ligado a Cirilo Pimenta, fez o terceiro pedido de cassação do mandato do prefeito Pavone. O protocolo foi feito na Câmara Municipal de Quixeramobim e deverá ser apreciado pelo colegiado na próxima quarta-feira (05).

No pedido de impeachment, assinado por Juracy Vieira acusa que o prefeito teria manipulado valores reais da Receita Corrente Líquida e das Despesas com pessoal com a finalidade de reduzir o índice, não chegando assim a 54%, ficando isento das penalidade da Lei de Responsabilidade Fiscal-LRF.

A peça aparentemente feita por quem entende de contabilidade e por um advogado, comprova que o grupo de Cirilo Pimenta não tem limite para usar as pessoas. O vendedor de carne que já lecionou algumas aulas se diz professor.

A Câmara Municipal de Quixeramobim é composta por 15 vereadores, para que a denúncia seja recebida é necessário 10 votos. Mais uma vez a sessão da quarta-feira será de muita disputa.

Leia mais: 

Câmara de Quixeramobim rejeita pedido de cassação do prefeito e grupo do Cirilo Pimenta é mais uma vez derrotado
Sindicato dos Servidores Públicos registra pedido de impeachment do prefeito de Quixeramobim