Comandante da PM afirma que teve apenas 6 registros de furtos de celulares no Pula Fogueira de Quixadá

Desde quarta-feira, 14, a população de Quixadá e da região Central do Ceará vem marcando presença no 18º Pula Fogueira, tradicional evento junino da Terra dos Monólitos. Um forte esquema de policiamento com seguranças contratos pela Prefeitura Municipal dá tranquilidade aos participantes na Praça José de Barros e, em seu entorno.

Nesta última sexta-feira, 16, algumas pessoas denunciaram ao portal Revista Central casos envolvendo furtos de celulares. A reportagem manteve contato com fontes dentro da Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá, onde nos foi repassado que havia 50 boletins de ocorrências-BO’s relacionados a casos e que um elemento chegou a ser preso.

A matéria “Alerta: Mais de 50 celulares são furtados na Praça José de Barros, em Quixadá”, foi questionada pelo comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar, Tenente-Coronel Rodrigues. Ele que está indo pessoalmente e gerenciando o esquema de segurança, informou que a informação não procede.

Conforme Rodrigues, há registros de apenas 6 casos e que um grupo chegou a ser preso, disse ainda que a informação foi dada pelo Delegado Regional, Dr. Marcus Vinicius.

Afora isso, nas redes sociais a população tem elogiado a atuação dos policiais militares, inclusive com abordagens educadas. Até o momento, não foi registrado nenhuma ocorrência de natureza grave, inclusive apenas alguns discussões.

Desde a sua atuação a frente do 9º Batalhão da PM, Cel. Rodrigues e suas equipes tem intensificado e reduzidos os índices de violência em Quixadá e região.

O 18º Pula Fogueira retornou como antes, lotando a praça, gerando emprego e renda para o município. Neste sábado, será a última noite do evento junino, com a banda Lagosta Bronzeada.

Quem tiver seu celular roubado ou furto, basta ir na Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá com o número do IMEI que será bloqueado imediatamente.