Problemas com urna eletrônica e flagrante de Boca de Urna foram registrados em Pedra Branca

Equipes da PF se reuniram e traçaram estratégias de segurança para garantir tranquilidade no domingo de votação nos três municípios (Foto: divulgação)

Região Central: O domingo de eleições em Pedra Branca foi marcado pela ocorrência de crimes eleitorais e até de uma boca de urna. Os casos foram relatados pelo Tribunal regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) e também pela Polícia Federal. O clima na cidade foi marcado por um forte acirramento entre os dois candidatos.

Na cidade, o candidato Matheus Pereira Mendes, conhecido como Matheus Góis, do Partido Social Democrático (PSD) foi eleito prefeito de Pedra Branca com 13.060 votos, o que correspondeu a 54,38% dos votos válidos. O padre que disputava a chapa de oposição foi derrotado com uma diferença de mais de 10%.

O TRE-CE confirmou que durante o domingo de votação, uma urna eletrônica apresentou problemas e precisou ser trocada. O órgão afirmou em nota que dos três municípios cearenses que realizavam eleições domingo (Pedra Branca, Martinópole e Missão Velha) apenas em Pedra Branca houve registro de defeito em urnas.

Também em Pedra Branca, chegaram ao conhecimento do cartório ocorrências de derrame de santinhos e de propaganda irregular nas redes. Nas demais cidades, não existiram ocorrências com urna ou de crimes eleitorais. Um balanço divulgado pela Polícia Federal também destacou que foi registrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) após o flagrante de uma boca de urna.

A PF destacou que os trabalhos de segurança foram desenvolvidos presencialmente durante toda a semana nos três municípios, tendo como objetivo garantir a segurança e a normalidade do pleito eleitoral.