No Sertão Central, apenas Senador Pompeu e Milhã não tiveram chuvas; Fortaleza teve maior precipitação do ano

Fortaleza teve a maior chuva do ano e ainda registrou a menor temperatura (Foto:

A Funceme fechou o balanço das chuvas referente às últimas 24 horas no Ceará. Ao todo, entre as sete da manhã da última quinta-feira (25) até as sete da manhã desta sexta-feira (26) choveu em 164 municípios do estado. A maior chuva foi de 122 mm na cidade de Granja, na região Norte.

Conforme a Funceme, 44 municípios registraram chuvas acima dos 55 mm. Dois deles ficam na região do Sertão Central, como o Revista Central já havia antecipado mais cedo: Quixeramobim, com 64 mm e Solonópole, com 60 mm.

Banabuiú e Itatira, também situados na região Centro, foram os que tiveram as menores precipitações: 6,4 mm e 9 mm, respectivamente. As duas únicas cidades da região Central que não contabilizaram chuvas foi Senador Pompeu e Milhã.

Depois de Granja a maior chuva foi em Fortaleza, com o percentual quase idêntico: com 121 mm. A chuva foi a maior já registrada em Fortaleza este ano, e causou alagamentos em ruas e casas de diversos bairros da capital. Avenidas ficaram tomadas pela água que entupiu o sistema de escoamento. Raios e trovões também foram registrados na madrugada.

Além disso, as atuais condições de tempo colaboram para que a Capital apresentasse a menor temperatura mínima do ano. Conforme a rede de Plataforma de Coleta de Dados (PCD) mantida pela Funceme, o valor extremo chegou a 20,4°C por volta das 9h desta sexta.

Entre esta sexta e o próximo sábado (27), Fortaleza e a Região Metropolitana deverão seguir com cenário favorável a mais precipitações. Conforme previsão elaborada na manhã de hoje, a tendência é de céu variando entre parcialmente nublado e claro com chuva entre a manhã e tarde, principalmente.