RC TV: Em Quixadá, ex-governador Cid Gomes defende candidaturas de Lula e Ciro à Presidência

Cid Gomes falando a RC TV quando esteve em Quixadá (foto: Jandreson Gomes)

O ex-governador cearense Cid Ferreira Gomes(PDT) concedeu entrevista a RC TV quando esteve em Quixadá, ao participar de um evento do prefeito Ilário Marques(PT). O político fez uma análise da situação vivenciada pelos brasileiros.

Cid defende uma ampla corrente de união por parte dos grupos de esquerda para que voltem a comandar os rumos do Brasil. “O Brasil vive um momento dramático. Um conjunto de brasileiros está apavorado com a situação do desemprego”.

Para ele, a política seria a alternativa para o país sair dessa crise, mas percebe que a corrupção vem causando desesperança. “Isso cria uma situação de descrença por parte do povo brasileiro, mas nunca podemos perder a esperança, pois temos pessoas com história e com sentimento progressista”.

O ex-governador defende mais de uma candidatura dos partidos denominados da esquerda para a presidência da República, nas Eleições de 2018.

Sobre os nomes de Ciro Gomes e Lula, ele comentou: “Acho que os dois nomes são excelentes. Todos nós que somos progressistas devemos nos unir, não necessariamente em uma única candidatura. Acho que, ter mais de um candidato no campo progressista é bom e importante, ajudará no debate”.

“À direita, os conservadores do Brasil cresceram muito. A direta perdeu a timidez que tinha e terá muitos candidatos”. Em outras palavras, o político quis dizer que a direita está fortalecida, assim, a alternativa é uma ampla aliança entre os partidos da base esquerdista com mais de uma candidatura no primeiro turno, e um acórdão para o segundo.

Senador

“Eu sinceramente não tenho nenhuma ambição, parece conversa de político, mas já me sinto uma pessoa realizada”, e acrescenta: “pelo meu gosto pessoal não serei candidato, agora vamos ver a conjuntura e só houver a necessidade, eu não fugirei da responsabilidade”.

Cid confessou ainda que está trabalhando no setor privado e que a sua renda melhorou após sair do cargo de governador. “Estou satisfeito com a vida na iniciativa e até com uma renda melhor do que tive na pública”.

Confira a entrevista completa: