Quixeramobim: Grupo de servidor em greve por falta de calendário de pagamento voltará ao trabalho por ter faltas abonadas

Quixeramobim_prefeitura_sedeUma parte de servidores que não concorda com a gestão atual, estava em greve no município de Quixeramobim. Mesmo sem salário atrasado, o pequeno grupo de agentes públicos decidiu não trabalhar sob a justificativa que queria um dia exato para os seus vencimentos.

Acredita-se que, essa foi à única greve em que servidores deixaram de trabalhar por esse objetivo. Alguns alegam que eles estavam fazendo para prejudicar a administração e por serem ligados a grupo político opositor.

Sem dúvida, a Prefeitura de Quixeramobim deve imediatamente fazer um calendário de pagamento, em respeito aos seus servidores, mas uma greve por vários dias, sem dúvida perdeu a finalidade e fica genuinamente classificada como politiqueira.

Nesta quinta-feira, o prefeito Clébio Pavone assinou um documento firmando compromisso com os servidores, reconhecendo a legalidade da greve, e abonando a falta dos grevistas, fato inimaginável em outros tempos, em que predominava a perseguição.

Segundo o prefeito, alguns avanços ocorreram este ano, como a melhoria da insalubridade, deixando de ser calculada em cima do salário mínimo para o salário base, além do aumento da produtividade dos Agentes Comunitários de Saúde, de 30% para 40%.

Pavone comprometeu-se assim que sanear as contas da Prefeitura, implantar um calendário de pagamento, fato que nunca foi cogitada na antiga gestão, que era marcada por atrasos e pouco ou nenhum diálogo com o servidor.