Projeto “Justiça Itinerante” leva atendimento para moradores dos distritos de Quixadá

Juiz Welithon Alves de Mesquita – titular da 1º Vara de Quixadá (foto: 2015)

As pessoas que têm processos de divórcio, cobrança, pensão, bem como outras questões, e que residem nos distritos do Município de Quixadá, terão a oportunidade de solucionar seus problemas sem a necessidade de se deslocarem até ao Fórum local. Isso porque o juiz Welithon Alves de Mesquita, titular da 1ª Vara daquela Comarca, criou o projeto “Justiça Itinerante” que leva atendimento à população da região.

O magistrado, que também é coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), explicou o motivo que o levou a fazer essa mobilização. “A Justiça procura encontrar mecanismos que facilitem e agilizem a tramitação de processos. Com esse projeto, o Judiciário vai até a população atendendo, principalmente, os mais carentes, que dependem de horário de transportes coletivos [Pau-de-Arara], no qual, muitas vezes, precisam voltar antes mesmo das audiências para não perderem o último carro”.

Ainda segundo o juiz, a iniciativa tem parceria com o Centro Universitário Católica de Quixadá (Unicatólica), que cedeu um ônibus e funcionários para auxiliarem as atividades, juntamente com a equipe do Judiciário, que contará com mediadores e conciliadores, além do magistrado que homologará os acordos. “Será uma extensão do Fórum, elas irão resolver sues problemas como se estivessem lá”.

Também informou que, “antes de irmos para uma localidade, fazemos um levantamento do número de ações daquela região e então separamos alguns, mas quem não constar, vai ser atendido da mesma forma, sem nenhum prejuízo”.

PRIMEIRA AÇÃO

A primeira ação ocorrerá nesta sexta-feira (24/11), no distrito de Custódio, que tem cerca de 3.083 habitantes, e contará com a presença de representantes do Ministério Público do Ceará (MPCE) e Defensoria Pública, além de advogados.

O Município de Quixadá, distante 168 km de Forteza, possui 13 distritos, sendo eles: Califórnia; Cipó dos Anjos; Custódio; Daniel de Queiroz; Dom Maurício; Juatama; Juá; Riacho Verde; São Bernado; São João dos Queiroz; Sede; Tapuiará; e Várzea da Onça.

O projeto também contemplará as comarcas vinculadas Banabuiú, Choró Limão e Ibaretama.