Estudante da UFC de Quixadá recebe Honra ao Mérito na Olimpíada Brasileira de Informática

Estudante de Quixadá recebeu certificado de Honra ao Mérito (Foto: divulgação/UFC Quixadá)

O estudante Matheus Rocha Monteiro, do Curso de Engenharia de Computação do Centro de Tecnologia (CT) da Universidade Federal do Cear do Campus de Quyixadá, foi congratulado com certificado de Honra ao Mérito na XXII Olimpíada Brasileira de Informática (OBI 2020). O feito foi alcançado no nível sênior da modalidade Programação, voltada para alunos que cursam pela primeira vez o ano inicial de um curso de graduação. É a primeira vez que a UFC recebe a certificação na Olimpíada.

Para competir, Matheus recebeu treinamento dos Programas de Educação Tutorial de Tecnologia da Informação (PET-TI) e de Sistemas de Informação (PET-SI) do Campus de Quixadá. Os programas desenvolvem projetos de treinamento para a OBI desde 2018. Neste ano, devido à pandemia de covid-19, os treinos foram realizados de forma remota, o que permitiu que alunos de outros campi da UFC fossem contemplados.

Ao todo, 48 dos 96 inscritos na fase local do Ceará participaram do grupo de treinamento do PET-TI. Destes, 10 foram classificados para a fase estadual e 5, para a nacional, que resultou na menção honrosa recebida por Matheus Monteiro.

O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC) e organizado pelo Instituto de Computação da Universidade de Campinas (UNICAMP). Alguns dos objetivos da OBI são estimular o interesse pela computação e por ciências em geral, além de promover a introdução de disciplinas de raciocínio computacional e técnicas de programação de computadores nas escolas de ensino médio e fundamental.

A competição é realizada em três fases: local, estadual e nacional, organizada nas modalidades Iniciação e Programação, subdivididas em níveis. Na modalidade Programação está inserido o nível sênior, voltado para estudantes de graduação. Ao fim da competição, o quadro de vencedores do nível sênior foi formado pelos participantes que alcançaram medalha de ouro (5), de prata (6) e de bronze (11), seguidos pelos sete concorrentes que receberam o certificado de honra ao mérito.

“Eu fico muito feliz com o resultado, não esperava alcançar alguma premiação, mas fico feliz que todo o esforço tenha valido a pena”, comemorou Matheus. Para ele, prevalece o sentimento de gratidão aos estudantes e tutores dos cursos, Robertty Costa e Paulo Miranda, “que se dispuseram a dar aulas, tirar muitas dúvidas e até estudar conteúdos só para ensinar à turma”.