Descaso: Por falta de pagamento, funcionários da UPA de Quixadá entram em greve

Servidores da Saúde atuantes na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município de Quixadá decretaram greve por falta de pagamento nesta quarta-feira, 30, assim, deixando de realizar atendimentos à população da cidade até que o salário de dezembro seja quitado.

Através das redes sociais, a médica plantonista da UPA postou um vídeo denunciando todo o descaso da atual gestão da cidade de Quixadá com os funcionários da UPA que estão diariamente realizando suas funções em meio a pandemia.

“Hoje o atual prefeito de Quixadá nos garantiu, não só a mim, como aos colegas enfermeiros, aos colegas técnicos, que iria nos pagar. Hoje ele foi a rádio dizer que não tem dinheiro para nos pagar. Então, nós vamos fazer greve”, afirma a médica.

O atual prefeito de Quixadá, Ilário Marques, comentou em uma rádio da cidade sobre o pagamento dos funcionários da área da Saúde, segundo ele, é natural que os recursos de dezembro entrarem apenas no início do mês de janeiro, como é feito nos últimos anos, porém, os funcionários da UPA não tem uma garantia que esse pagamento será realizado já que em 2021 a cidade passará a ser administrada por uma nova gestão.

A médica também divulgou nas redes sociais que alguns funcionários da UPA estão com os salários do mês de novembro atrasados, causando um maior descaso com os trabalhadores.