Saiba porque os meses do B-R-O Bró são marcados por calor e tempo mais quente

Setembro, Outubro e Novembro registram as mais altas temperaturas do ano (Foto: reprodução)

No Ceará, as chegadas dos qualtro últimos meses do ano reserva um período de fortes e altas temperaturas. Setembro, Outubro e Novembro compõem a fase do chamado B-R-O, Bró. Os meses que terminam com essas letram formam um conjunto onde o clima é marcado por calor intenso, vento seco e exige cuidado por parte dos cearenses.

E quem afirma isso não somos nós, mas sim quem há anos estuda o fenômeno: a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). Conforme o órgão, esse cenário de tempo mais quente é predominante de maneira geral em toda a região Nordeste do país. “Neste período, as temperaturas máximas médias são, historicamente, mais elevadas em relação aos demais meses”, afirma a Funceme.

Neste período todo mundo nota que o termômetro aumenta as temperaturas. Moradores da região Central do estado, principalmente, sentem mais a diferença. Mas o Ceará não é o estado da região com os níveis de calor mais fortes. Conforme as normais climatológicas dos municípios monitorados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e Funceme, o estado do Piauí concentra as maiores temperaturas máximas médias, sendo a cidade de Floriano com o maior valor: 37,5°C. No Ceará, lidera com 36,4°C.

“Se a temperatura aumenta, reduz a umidade relativa do ar, assim as tardes quentes, principalmente no sertão, vêm acompanhadas de tempo seco. O que aumenta ainda mais a sensação de calor”, explica Meiry Sakamoto, gerente de Meteorologia da Funceme. Como pontuado, a umidade relativa e a temperatura do ar são inversamente relacionadas uma à outra, ou seja, nos horários com as maiores temperaturas, principalmente no início da tarde, registra-se a menor umidade relativa do ar. Há ainda diferenças desse fenômeno entre interior do estado e faixa litorânea.

“Áreas do interior do estado apresentam umidade relativa do ar mais baixa quando comparadas ao litoral devido à própria continentalidade, ou seja, a distância do oceano. Além disso, contribuem as condições predominantemente mais secas do solo e da vegetação reduzindo a evapotranspiração para a atmosfera”, afirma Meyre.

Em outubro, as temperaturas máximas médias costumam aumentar ligeiramente em relação a este mês. Em Fortaleza, por exemplo, a normal climatológica em setembro é de 31°C. Já no próximo mês, é de 31,2°C.