Suspeito de executar empresário em Quixadá é encontrado morto em Morada Nova

Maninho das Pipas” ou “Maninho da Q’Pão” morreu no Parque de Vaquejada

Um fim de semana tumultuado na área do 9º Batalhão da Polícia Militar, com sede em Quixadá, no Parque de Vaquejada Neto Maia, localizado no bairro Curicaca, homens armados assassinaram Raimundo Macélio Mesquita Nogueira, 42 anos, conhecido como “Maninho das Pipas” ou “Maninho da Q’Pão”. No mesmo caso, um homem identificado como “Netão” teria reagido e também foi alvejado com três tiros.

Júlio Neto -Netão é gerente de uma farmácia do grupo Padre Cícero, ele está em observação no Hospital Maternidade Jesus Maria José, devendo ser transferido para fortaleza para realizar cirurgias, após liberação do Dr. Mesquita.

Nesta mesma ocorrência, o filho de Netão, um estudante de 18 anos foi levado a Delegacia Regional de Polícia Civil, por ter sido encontrado em seu carro, uma pistola taurus, cal ponto 40, com dois carregadores, pertence a Policia Civil do Estado do Para. O rapaz informou não saber a procedência da arma, mesmo assim foi autuado em flagrante com base no art. 16 ( Posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito), do Estatuto do Desarmamento, sendo possível fiança apenas no Poder Judiciário.

Leia mais: Quixadá: Empresários sofrem atentado, um morre e outro baleado; na zona rural homem é também assassinado

Lucas Rabelo Barreto, vulgo “Luquinha“, morreu em Morada Nova

Morada Nova

Conforme o relatório da Polícia Militar, por volta da 00h30min deste domingo, 29, foi deixado um corpo no hospital São Lucas, da cidade de Morada Nova. Lucas Rabelo Barreto, vulgo “Luquinha“, 23 anos, elemento bastante conhecido pela polícia, não resistiu os ferimentos e veio a óbito.

 “Luquinha“ é suspeito de ser o autor do crime do Parque de Vaquejada e possivelmente foi alvejado no confronto. Ele usava uma identidade falsa.

A Polícia Civil de Quixadá trabalha com o objetivo de solucionar o crime deste fim de semana.