Adolescente de 12 anos morre na UPA de Quixeramobim ao sofrer lesão em jogo de futebol

Família do garoto Marcos Alisson, de 12 anos, aguarda laudo para saber causa da morte. (Foto: Reprodução/Sertão TV)

Marcos Alisson, de 12 anos, morreu na segunda-feira (3), em Quixeramobim, após sofrer uma lesão durante um jogo de futebol no último domingo (2), e ser levado para UPA de Quixeramobim. Segundo a família, o garoto deu entrada na unidade pelo menos três vezes após a lesão.

Em entrevista a Sertão TV, o pai, Marcos André, conta que o filho estava jogando em uma quadra no bairro Pompéia, quando em uma dividida de bola, o garoto sofreu uma lesão no pé e joelho esquerdo. No mesmo dia, Marcos Alisson foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Quixeramobim. Depois de ser atendido pela primeira vez, o garoto retornou para casa.

O relato do pai aponta ainda que o garoto retornou à UPA, pelo menos, mais duas vezes, entre domingo e segunda-feira. Na última ida, o pai conta que o jovem foi medicado com tramal (tramadol), usado como analgésico que alivia dores de intensidade moderada a grave. Ao retornar para sua residência, o pai relata que o garoto apresentou intoxicação pelo corpo e foi levado às presas para a Unidade de Pronto Atendimento. Desta vez, Marcos Alisson não retornou mais para casa.

O corpo do garoto está no Centro de Verificação de Óbitos (CVO), em Fortaleza, onde é realizado o laudo pericial que deve apontar a causa da morte do jovem. Até esta terça-feira (4), o laudo ainda não havia sido divulgado. A UPA de Quixeramobim ainda não se pronunciou sobre o caso. Abalado, o pai afirma que está sem acreditar que o filho morreu. A mãe debilitada, não quis falar sobre o caso.

[Foto: Reprodução/Sertão TV]