Mais de meia tonelada de drogas foi apreendida no Ceará em janeiro e fevereiro deste ano

Maior apreensão de drogas de 2021 no Ceará aconteceu na segunda (15). — Foto: SSPDS/Reprodução

 

Um dia após uma das maiores apreensões de drogas em 2021, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) apresenta o aumento de 30% nas apreensões de entorpecentes no Estado. No ano passado, durante janeiro e fevereiro, foram apreendidos 409 quilos. No mesmo período deste ano, foram 532. Os dados foram compilados pela Gerência de Estatística e Geoprocessamento (Geesp) da Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública a partir de ações policiais registradas em todo o Estado.

Em 2020, englobando os dois primeiros meses do ano, foram 396,9 quilos de derivados da cannabis, que é a matéria-prima de substâncias como maconha e haxixe; 120,4 quilos de cocaína e 14,4 quilos de crack. Quando os dados são avaliados separadamente por mês, a Secretaria da Segurança também contabilizou aumento individual nos meses de janeiro e fevereiro.

O primeiro mês do ano teve um aumento de 11%, indo de 343 para 382. Já em fevereiro, o crescimento foi de 127%, indo de 66 para 150 quilos. Quando se trata do percentual de apreensões por dia da semana, as Polícias cearenses retiraram boa parte do material das ruas às quintas-feiras, com 29,4% das ações ocorridas nesse dia da semana, totalizando em torno de 155 quilos de substâncias apreendidas. Em segundo lugar ficaram os sábados de cada mês, com 19,6%, correspondendo a 102%. O período com maior número de apreensões foi entre às 12h e às 17h59min.

“Importante destacar que já havíamos terminado o ano de 2020 com um recorde na série histórica, quando a Polícia Militar e a Polícia Civil do Estado do Ceará retiraram das ruas mais de oito toneladas de drogas, o que representou um aumento de 67%. Um dos focos dessa gestão de segurança pública é o combate ao tráfico de drogas, que é aquele que eu chamo de ‘crime mãe’, porque é o crime que serve como fonte de renda para os grupos criminosos”, ressaltou Sandro Caron, secretário da SSPDS.

O combate
Uma das ações que mais se destacam no Estado é o combate ao tráfico interestadual. Com o reforço nas divisas, seja por meio do trabalho investigativo da Polícia Civil ou ostensivo das tropas da Polícia Militar, as Forças de Segurança têm frustrado diversos planos criminosos. Um deles ocorreu nessa segunda-feira (15), quando policiais militares lotados no Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) apreenderam 272 tabletes de maconha, pesando 150 quilos. A ação ocorreu em um Posto de Fiscalização Fixa na cidade de Aracati, na rodovia CE-040 em meio a uma fiscalização de medidas sanitárias para o enfrentamento da Covid-19 estabelecidas pelo decreto estadual. Duas pessoas foram presas no veículo que vinha de um município do Rio Grande do Norte.

Outra ação recente ocorreu após um trabalho integrado entre a Delegacia de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no último dia 11 de março. Ao todo, foram apreendidos 40 quilos de skunk em São Gonçalo do Amarante, município da Região Metropolitana de Fortaleza. Três homens responsáveis pelo transporte da droga foram presos.

“Para combater esses grupos é preciso prender seus chefes e reprimir o tráfico de drogas, retirando deles o dinheiro. Essa é a forma de atuação que estamos buscando e que vem trazendo resultados. Registramos aumento nas apreensões de drogas e aumento de prisões de pessoas ligadas ao tráfico, tudo isso com o foco de combater e enfraquecer o crime organizado no Ceará”, finalizou Caron.