Chuva é confirmada em mais de 100 municípios; Quixeramobim teve o maior índice na região Central

Tempo deve permanecer favorável nesta sexta em todo o estado (Foto: Funceme/Diego Sales)

Região Central: Choveu forte em todas as regiões do Ceará nas últimas 24 horas. As maiores precipitações foram na região litorânea e na Capital, onde os registros passaram dos 100 mm. A chuva banhou praticamente toda a região Central. Das sete da manhã desta quinta-feira (25) até as sete da manhã desta sexta-feira (26) a chuva foi confirmada em mais de 100 municípios e de acordo com a previsão ela poderá voltar a cair nas próximas horas.

Os dados são da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O boletim da Funceme é atualizado ao longo do dia, portanto os números ainda podem variar. Até às 9h da manhã, quando esta matéria foi fechada, a maior chuva tinha sido confirmada em Messejana, com 121.2 mm. No bairro Água Fria a chuva foi de 1115 mm.

A chuva também foi confirmada em toda a região, apenas Ibicuitinga, Canindé, Itatira e Paramoti ainda não tinham confirmado a ocorrência de chuvas. As maiores foram em Quixeramobim, com 65 mm, e em Solonópole, com 60 mm. Logo em seguida aparecem os municípios de Ibaretama, com 49 mm, e Choró com 48 mm. Em Quixadá a chuva foi de 34 mm. Na região Centro onde menos choveu foi em Banabuiú, onde o pluviômetro da Funceme marcou apenas 6.8 mm.

Pluviômetros de populares registraram precipitações de 60 mm nas últimas 24h em Quixadá, como no bairro Baviera. Em Quixeramobim superou a 100mm. Esses dados não são oficiais.

Até o momento a Funceme confirmou chuva em 118 dos 184 municípios cearenses. Itarema, Horizonte, Pindoretama, Pacatuba e Jaguaruana estão entre as cidades com as dez maiores chuvas. Em alguns locais, a água veio acompanhado de raios e de trovoadas. Com as precipitações, o tempo esfriou durante a madrugada em boa parte do Ceará. Em Quixadá, por exemplo, a temperatura chegou aos 21º.

Todas as macrorregiões deverão seguir com condições favoráveis às chuvas até a próxima sexta-feira (26), pelo menos. O cenário é apontado pela Funceme. Em análise das condições de tempo, o órgão reforçou a proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) costa norte do Ceará, o que colabora para a formação de nuvens de chuva. Além disto, outros fatores locais como a alta umidade, relevo e atuação das brisas marítima e terrestre deverão colaborar.