Dois casais são presos após quebrarem túmulos em cemitério durante a madrugada no interior do CE

Lápides e túmulos tiveram partes quebradas e violadas pelos casais durante a madrugada (Foto: Agência Miséria)

Dois casais, a maioria deles adolescentes, foram presos nesta quinta-feira (9) suspeitos de cometerem um crime que chocou a população da cidade de Potengi, na região Sul do Estado, distante cerca de 300 km da Capital. O quarteto é apontado pela Polícia como suspeitos de violarem dez túmulos do cemitério da cidade durante a madrugada. O ato foi percebido no amanhecer do dia desta quinta.

Jucicleide Bezerra de Sousa, a mais velha da turma, tem 32 anos. Junto a ela, foram presos Antônio Denilson Costa de Alencar, de 20 anos; e Kildare Galdino de Oliveira, junto com Hildinete Bezerra de Sousa, ambos de 18 anos. De acordo com a Polícia o quarteto invadiu o cemitério da cidade na madrugada para ingerir bebida alcoolica e usar drogas. No local, eles violaram túmulos e jazigos, quebraram jarros e destruíram lápides.

Não houve vilipêndio de cadáver, mas o estrago, percebido pela manhã com o clarear do sol, causou revolta. Homens da Guarda Municipal teriam visto os quatro durante a madrugada e reconheceram um a um na manhã desta quinta, após uma busca realizada pela Polícia. Eles foram presos em duas casas, na rua Mãe dos Santos. O prejuízo causado pelo grupo dentro do cemitério é estimado pela Polícia em R$ 30 mil.

Todos foram levados para a Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) do município de Crato. Lá, eles teriam negado o crime a princípio, mas terminaram confessando o ato de violação após serem interrogados pelas equipes policiais.