Venezuela pede ajuda do Brasil para superar crise econômica

Nicols_Maduro_e_dilmaO governo brasileiro se comprometeu a ajudar, mas Caracas ainda não pagou toda a sua dívida com empresas brasileiras.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, usou a reunião bilateral de pouco mais de meia hora com a presidente Dilma Rousseff para pedir mais uma vez apoio econômico do Brasil. Com seu país em recessão e com o preço do barril de petróleo abaixo de US$ 50 – queda de 46% em menos de três meses -, Maduro disse que conta com Brasília para tirar a Venezuela da crise econômica.

“Já estamos articulando com o Brasil um processo conjunto de industrialização bilateral no plano alimentar, farmacêutico e em outros setores. Vamos dinamizar toda a agenda, sobretudo na cooperação industrial e tecnológica”, afirmou Maduro, ao sair do encontro com a presidente. “Temos uma base muito bem construída de confiança política, nos conhecemos no governo e em distintos setores econômicos. Foi uma reunião muito auspiciosa.”

{module [270]}

A cooperação significa tratativas para que empresas brasileiras forneçam à Venezuela alimentos e medicamentos que estão em falta do país. Com dificuldades para obter dólares após a queda do preço do petróleo, a Venezuela não tem conseguido garantir o pagamento de suas importações e sofre com a falta de crédito.

O governo brasileiro se comprometeu a ajudar, mas Caracas ainda não pagou toda a sua dívida com empresas brasileiras, o que dificulta a negociação. Dilma, porém, prometeu fazer o possível para colaborar. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo