Universitária assassinada faria prova da OAB no fim do ano; governador mantém silêncio

Durante protesto realizado em função da morte da estagiária Cecília Moura,  de 23 anos, assassinada na manhã de ontem, 12, o namorado da vítima, Isaac Anderson Moura, lembrou o trajeto da estudante no momento do crime. “Ela estava a caminho para o trabalho, ela mora a menos de 2 km do estágio. Como se perde uma vida a menos de 2km do local de trabalho?”, revoltou-se.

“Este era o ano em que nós íamos realizar nosso sonho. A gente ia se formar junto no fim do ano e fazer a prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)”, conta sobre os planos da universitária.

A vítima foi surpreendida por assaltantes no bairro Parque Manibura, na manhã desta quinta-feira, 13. Ao tentar fugir, foi alvejada na cabeça. Cecília cursava o 10º semestre de Direito, na Universidade de Fortaleza (Unifor) e estagiava na 3º promotoria criminal e no Ministério Público Federal (MPF).
O Povo Online destaaca que um protesto contra a morte da estagiária foi realizado na manhã desta sexta-feira, 13h. Cerca de 400 estudantes, segundo os organizadores, se reuniram na interior da Unifor e depois seguiram para a avenida Washington Soares. Ato durou em torno de duas horas.
Na ocasião, manifestantes pediram justiça e cobraram do Governo do Estado medidas para a segurança pública. Para Hiago Marques, secretário do Centro Acadêmico de Direito da Unifor Arnaldo Vasconcelos, o “momento é de solidariedade à família e amigos da vítima, mas também de chamar atenção para a violência que assola o Ceará”. Até o momento, dois suspeitos foram presos por envolvimento no crime.  Do O Povo Online.
Governador em silêncio
Diante de mais um bárbaro crime que deixa  população revoltada, o governador do Ceará prefere o silêncio. O que deixa transparecer que ele no está preocupado  com tais atos no Estado.