Rony Jason será intimado para prestar depoimento na Delegacia da Mulher de Quixadá

É possível perceber o estado de fúria do lutador 

A Delegada Janaína Siebra, titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Quixadá, anunciou que vai abrir um inquérito para investigar o lutador de MMA Rony Jason, acusado de espancar com chutes e socos a própria irmã, durante uma festa no hotel Vale das Pedras.

Na análise da delegada, “trata-se de uma lesão corporal dolosa [quando a intenção de cometer o crime], no âmbito da lei Maria da Penha, e a Polícia Civil de Quixadá está tomando as medidas cabíveis”, informou ao G1 que não poderia antecipar quais são as “medidas cabíveis”, para não atrapalhar a investigação.

“A gente analisou as imagens [do vídeo divulgado em rede social]. Foi uma lesão. O Ronny agrediu a irmã com socos e chutes, isso foi filmado”, detalha a delegada. A vítima ainda não prestou queixa, mesmo assim, o agressor será intimado para apresentar seu depoimento a policial. “Nós tomamos conhecimento através das redes sociais e notificamos a vítima. Como se trata de uma ação pública, a investigação independe da vontade da vítima. Ela não procurou a delegacia, a delegacia que procurou a vítima para investigar o fato”, explica à delegada.

O UFC tomou conhecimento do ocorrido e prometeu se pronunciar nesta segunda-feira.

Leia mais: Rony Jason será intimado para prestar depoimento na Delegacia da Mulher de Quixadá