RC TV: Mulher que ‘morreu’ há 50 anos em Senador Pompeu tem arrepios de cemitério

Dona Hilda ao lado da repórter Lívia Gurgel (foto: reprodução RC TV)

Quem ver o sorriso no rosto de Dona Hilda Dias não imagina o que ela passou no ano de 1965, na cidade de Senador Pompeu, na região Central do Ceará. Ela aceitou contar sua história de vida para a RC TV, e pasme, a entrevistada fica arrepiada somente de olhar para um local que ninguém quer ir, mas todos um dia descansarão.

Inicialmente, convidamos Dona Hilda Dias para ver se ela tem coragem de adentrar naquele espaço. “Eu gostaria de convidar a senhora para descer do carro”, pergunta a repórter Lívia Gurgel, mas é surpreendida, aquela mulher coloca as suas mãos no rosto e começa a chorar –“eu não consigo”. As imagens são de Chico Javali.

Para saber o que realmente aconteceu em 1965, a equipe da RC TV teve que ir à casa da Dona Zefinha, mãe de Hilda. Chegamos ao destino final para encontrar a resposta desse mistério que causa essa dor causa e sentimento de tristeza naquele senhora.

Dona Hilda passou 24 horas dentro de um caixão, mas algo aconteceu no momento em que a sua mãe faria a despedida. Dona Hilda mora atualmente na cidade de Quixadá juntamente com a sua mãe.

 Assista a reportagem da RC TV para saber os detalhes
 
Programa ao vivo toda terça-feira, às 19h aqui no portal ou no facebook