Quixeramobim: Vereadora Claudinha Borges nunca explicou ao povo a prisão de seu esposo

Região Central: Nos últimos quase 20 anos, Quixeramobim teve uma imprensa patrocinada pela Prefeitura Municipal, alguns sistemas de comunicação chegavam a receber até R$ 35 mil reais dos cofres públicos. A sujeira na política e na vida de alguns representantes do povo era passado por despercebido.

Um exemplo classifico, a vereadora Claudinha Borges que vivenciou quase duas décadas no poder, não abria a boca para fazer uma crítica, mas nos últimos meses, essa representante do legislativo tenta se passar uma personalidade que nunca foi, preocupada com o povo.

Claudinha Borges gosta de fazer acusação contra a administração do prefeito Clébio Pavone, mas esquece que dentro de sua casa, seu esposo já foi preso e ela nunca explicou os detalhes a população.

Conforme reportagem de 2015, do Diário do Nordeste, o professor Lúcio Cláudio Saldanha Barbosa, esposo da vereadora, foi preso dirigindo uma caminhonete Frontier e pasmem, ele estava sob efeito de bebida alcoólica

Como naquela época, eles se achavam acima da lei e de todos, ainda teria desacato os policiais militares e cometido crime de desobediência e obstrução do trabalho policial.

A reportagem diz ainda que: “de acordo com os policiais que atenderam a ocorrência o professor costuma praticar manobras perigosas pelas ruas de Quixeramobim. Ele já foi detido por dar “cavalos de pau” num automóvel e sempre alega que possui dois mestrados e estudou na Argentina. Cláudio Barbosa é professor da rede de ensino municipal.” Finaliza o Diário do Nordeste.

Conforme o Tribunal de Justiça do Ceará, o esposo da vereadora responde a ação penal de nº. 11006-63.2015.8.06.0154/0, em fase de transação.

Leia a reportagem no Diário do Nordeste!

Imagem: Reprodução do site do Diário do Nordeste