Quixadá: Obras da pavimentação asfáltica da estrada de Dom Mauricio sem previsão

Usuários reclamam das péssimas condições da rodovia (foto: RC)

Região Central: Sob a desculpa esfarrapada de que as chuvas estão atrapalhando o início das obras da rodovia de acessos a Unidade de Pronto Atendimento-UPA, ao residencial Rachel de Queiroz e a sede do distrito de Dom Mauricio, a população continua a esperar pela boa vontade dos políticos do município e do governador cearense.

A velha promessa de pavimentação asfáltica da rodovia estadual que dá acesso a Unidade de Pronto Atendimento-UPA e adjacências continua a ter capítulos de enganação. Até o momento não existe no governo do Estado do Ceará licitação para a obra. Se não há uma construtora contratada, evidente que as obras jamais serão iniciadas.

Trecho de acesso a Unidade de Pronto Atendimento-UPA dificulta atendimento (foto: RC)

Apesar de tudo, os aliados políticos do governador Camilo Santana tentam sem sucesso fazer a população acreditar que o problema só não foi sanado em virtude das chuvas. O objetivo, segundo opositores é esperar o máximo possível a aproximação das Eleições.

Enquanto isso, os usuários da rodovia sofrem as consequências do descaso com constantes acidentes e alguns até ocasionando em vítimas fatais. Os moradores do Residência Minha Casa Minha Vida sentem na pele a péssimas condições de trafego daquela rodovia.

Motoristas disputam por local menos ruim para trafegar (foto: RC)

A buraqueira também atrapalha a boa prestação de serviços públicos, como o socorro de vítimas por ambulâncias a UPA e o atendimento de ocorrência policial. No dia a dia, motoristas buscam meios de ir e vir pela estrada que hoje está praticamente carroçável. A reclamação é geral.

Neste fim de semana, o Revista Central mostrou o descaso ao vivo em uma live no facebook.