Quixadá: Irmãos de mulher assassinada neste domingo, já tinham sido mortos em confrontos

Mariana Rabelo Barreto, os irmãos Luquinha e Lourão

Região Central:  Na madrugada deste domingo(23), uma mulher foi assassinada quando conduzia uma motocicleta e saia de uma festa na localidade de Serra do Padre, no distrito de Custódio, zona rural de Quixadá. O crime chama a atenção pelos seus detalhes, a vítima, já teve dois irmãos mortos com o mesmo modus operandi. (Leia mais Jovem é executada com doze tiros neste domingo (24), em Quixadá).

Mariana Rabelo Barreto foi a última vítima do crime organizado no município de Quixadá. A Polícia Civil trabalha no sentido de identificar inicialmente a motivação, mas já sabe que ela era irmã de Francisco Alexandre Rabelo Barreto – o “Lourão”, 25 anos, morto no dia 15 de fevereiro de 2018, durante uma troca de tiros com policiais do Comando Tático Rural, na localidade de Barra do Sitia, no município de Banabuiú. (Leia mais Acusado de homicídio em Quixadá morre em confronto com policiais do COTAR, na zona rural de Banabuiú).

Ela também era irmã de Lucas Rabelo Barreto, vulgo “Luquinha”, 23, morto durante uma troca de tiros, quando Lucas e Lourão foram matar o empresário “Maninho das pipas”, em Quixadá. “Luquinha” foi baleado, sendo sua morte confirmada em Morada Nova.

Apesar do histórico dos irmãos, nada havia contra Mariana, que era uma pessoa que tinha um grande ciclo de amizade. Amigos relataram que ela teria dito na festa que não estava se sentido bem, motivo que saiu de uma festa e ao pegar sua motocicleta foi assassinada. (Leia mais Suspeito de executar empresário em Quixadá é encontrado morto em Morada Nova).

Os criminosos, segundo as investigações estavam em um veículo e fugiram após os inúmeros disparos.