Produtores rurais têm até dezembro para regularizar dívidas com Banco do Nordeste

O prazo para a regularização e renegociação de dívidas rurais com o Banco do Nordeste encerra em dezembro. O benefício vale para liquidação de dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e podem garantir descontos que vão até 95% sobre o saldo devedor.

O Banco do Nordeste informou também que os comerciantes de Fortaleza poderão contar com recursos de R$ 200 milhões para a formação de estoques de mercadorias de final do ano. O valor será distribuídos em operações de crédito no âmbito da linha FNE Giro, com taxas de juros a partir de 0,49% ao mês, prazo de até 18 meses para pagamento e carência de até três meses.

“Esse recursos são destinados a reforçar o capital de giro dos comerciantes de Fortaleza. O Banco analisa a capacidade de endividamento do comerciante e define o quanto ele pode ter de financiamento”, explica o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), Assis Cavalcante. iniciativa resulta de parceria entre o Banco e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza.

Negociação com produtores
Se o produtor quiser renegociar, o prazo para pagamento pode estender-se a 2030, iniciando as parcelas em 2021. No Ceará, já foi regularizado mais de R$ 1,3 bilhão em dívidas rurais, distribuído em 55,2 mil operações e beneficiando cerca de 220 mil pessoas somente no Estado.

Mais de 300 mil operações foram regularizadas com agricultores dos Estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Dessas repactuações 137,5 mil foram realizadas com a opção de liquidação de toda a dívida. Ao todo, 92% das renegociações foram efetivadas com miniprodutores rurais, incluindo beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Conteúdo: G1 CE