Primeiro paciente é internado na UTI do Hospital Regional do Sertão Central em Quixeramobim

Hospital_regional_marco_2015O Hospital Regional do Sertão Central em Quixeramobim recebeu pela primeira vez um paciente para ser internada na Unidade de Terapia Intensiva-UTI. A informação foi confirmada pelo Secretário de Saúde, Rômulo Filho.

A decisão é sem dúvida recebida com muita alegria por todos os moradores das regiões Central e do Inhamuns. Vai evitar que muitos pacientes moram em busca de atendimento nas estradas com destino a hospitais da cidade de Fortaleza. O objetivo da unidade é ampliar os atendimentos a cada dia, evitando assim que o Hospital Regional do Sertão Central comece a fazer o papel para qual foi construído.

O Hospital Regional do Sertão Central é gerenciado pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH).

Com investimento previsto de R$ 100 milhões em obras, a nova unidade de saúde contará com 252 leitos beneficiando mais de 612 mil habitantes. Destes, 15 leitos serão destinados para a emergência infantil, 30 leitos para a emergência adulto, 20 leitos de UTI, 16 leitos de terapia semi-intensiva, 12 leitos de cirurgia, oito no setor de neonatalogia, 11 leitos neonatais e 140 leitos na enfermaria. Ao todo, será atendida a população de Quixeramobim e mais 19 municípios (Boa Viagem, Canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra Branca, Quixadá, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá).