Prefeito e Vice afastados continuarão recebendo remuneração do Município de Quixeramobim

Cirirlo_pimenta_positivo

Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), manteve a decisão que afastou todos os secretários.

O prefeito afastado de Quixeramobim, Cirilo Pimenta e o vice Tarso Borges continuarão recebendo remuneração, mesmos afastados de suas funções, gerando uma despesa de quase R$ 100 mil reais durante os seis meses. A Justiça afastou os dois e todos os secretários e presidentes de autarquias.

Na última quinta-feira,11, o desembargador Carlos Alberto Mendes Forte, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), manteve a decisão da juíza Fabrícia Ferreira de Freitas, da 1ª Vara da Comarca de Quixeramobim, que afastou os acusados por suposta prática de improbidade, crimes contra a Administração Pública e a Lei de Licitações.

Segundo os autos, o Ministério Publico do Ceará (MP/CE) ajuizou ação, com pedido liminar, requerendo o afastamento dos gestores das funções públicas exercidas. A denúncia teve como base relatórios do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que desaprovaram as contas dos servidores.

Ao analisar o caso, a juíza Fabrícia Ferreira de Freitas, da 1ª Vara da Comarca de Quixeramobim, concedeu a liminar, conforme requerido. A magistrada considerou que “a manutenção dos réus nos cargos que atualmente ocupam, podendo ordenar despesas em áreas cruciais da Prefeitura, é atitude ilegal e irresponsável”.

Inconformados, as partes interpuseram agravo de instrumento (nº 0001209-11.2013.8.06.0000), objetivando suspender a decisão. Argumentaram que a liminar deferida foi fundamentada em pareceres do TCM, que analisou equivocadamente procedimentos licitatórios no Município.

Matérias Relacionadas
Ministério Público diz que declaração de Cirilo Pimenta “é absolutamente repugnante”
“Equívoco injusto”: Deputados defendem prefeito Cirilo de acusações do Ministério Público
Cirilo Pimenta diz que a política está lhe deixando mais pobre e vai provar inocência
Presidente da Câmara assumirá prefeitura de Quixeramobim pelos próximos 180 dias
Megaoperação: justiça afasta Prefeito, Vice e mais 10 secretários de Quixeramobim

O desembargador proferiu a decisão com base em jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O magistrado destacou que a juíza de 1º Grau agiu com a prudência necessária que o caso demanda. Explicou também que, no presente caso, “não me parecem razoáveis ou relevantes, em parte, as alegações dos agravantes [secretários e gestores]”.