Polícia prende mais um foragido do furto milionário do Banco Central

Foi feita uma busca em sua residência e foi encontrado 1 (uma) espingarda calibre 36, 6(seis) cartuchos calibre 36 intactos e 3(três) cartuchos calibre 36 deflagrados e uma quantia de R$ 3.905,00.

O foragido do furto ao Banco Central, em Fortaleza, Antônio Artenho da Cruz, conhecido como ‘Bode’, foi preso na cidade de Boa Viagem, nesta quarta-feira (10), 13 anos depois do crime. ‘Bode’ foi localizado após denúncia anônima feita à Polícia Militar. Ele é acusado dos crimes de lavagem de dinheiro e furto qualificado.

Segundo o comandante do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), tenente-coronel Márcio Oliveira, policiais militares foram até a residência onde Artenho se encontrava, na localidade de Volta do Rio, cercaram o imóvel e conseguiram prender o foragido.

No imóvel, a PM apreendeu uma espingarda calibre 36, cartuchos da mesma arma e quase R$ 4 mil em espécie. Artenho da Cruz e o material apreendido foram levados até a Delegacia Municipal de Boa Viagem, da Polícia Civil.

A defesa de Artenho foi comunicada na última segunda-feira (8) que a Justiça havia decidido em favor dele pela extinção da punibilidade pelo crime de formação de quadrilha, no caso do furto ao Banco Central. Com isso, Artenho terá 3 anos a menos de tempo de prisão, que era de 13 anos.