Polícia Civil captura responsável por ataques a bancos em Senador Pompeu e Pedra Branca

Envolvido em vários casos de ataques a banco, chefe da distribuição de drogas em algumas cidades interioranas e responsável por articular a vinda de criminosos oriundos de outros estados para atuação em território cearense. Este é o perfil de Francisco das Chagas Ribeiro dos Santos (27), que teve a trajetória de crimes interrompida pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). “Gorilão”, como Francisco é conhecido, foi preso em uma operação desenvolvida pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), nessa terça-feira (24), na cidade de Independência – Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16) do Estado.

A captura de “Gorilão”, que responde por tráfico e associação para o tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, é resultado de investigações iniciadas a mais de um ano. De acordo com o delegado Raphael Vilarinho, titular da DRF e líder das apurações policiais, os levantamentos indicam que o criminoso, considerado de alta periculosidade, participou de pelo menos quatro ataques contra agências bancárias no Ceará, em cidades como Pedra Branca e Hidrolândia, sendo três deles este ano. A Polícia também descobriu que o preso chefiava a distribuição de drogas nessas duas cidades e em Independência, além de ser responsável pela morte de desafetos da organização criminosa que ele estava à frente.

Com o suspeito, os policiais apreenderam um rifle Puma calibre 44, que costuma ser utilizado por assaltantes contra instituições financeiras. As investigações foram iniciadas em agosto de 2016, com as ocorrências contra duas agências localizadas em Senador Pompeu. O suspeito, que tentou resistir à prisão, foi encaminhado para a sede da DRF e autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, receptação, associação criminosa e por opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo ou a quem lhe esteja prestando auxílio.

Sucessão no crime

“Gorilão”, natural de Russas, havia assumido o bando criminoso chefiado por Cícero Carlos Gregório (32), conhecido como “Irmão Gabriel”, que é natural da cidade de Independência – preso por equipes da DRF em março deste ano. Dentro da organização criminosa, ele tinha como função principal trazer integrantes do Estado de São Paulo para o território cearense, para que estes atuassem em crimes contra agências bancárias. Além disso, “Irmão Gabriel” é condenado por tráfico de entorpecentes em território paulista.

Com sua prisão, “Gorilão” assumiu o bando. A além de ficar na linha de frente, ele realizava todos os levantamentos dos assaltos a bancos e dava apoio logístico a bandidos de outros estados, principalmente de São Paulo, para a prática de crimes em solo cearense.

Fonte: SSPDS