Petrobras fecha usina de biodiesel de Quixadá e inicia saída do setor de biocombustíveis

biodiesel_quiA desmobilização levará em torno de seis meses e será realizada por uma equipe multidisciplinar, explicou a empresa.

A Petrobras Biocombustível, subsidiária da Petrobras, vai encerrar as atividades da Usina de Biodiesel de Quixadá, na região Central do Ceará, a partir de novembro, em linha com a estratégia da empresa de deixar integralmente a produção de biocombustíveis, informou a petroleira estatal nesta sexta-feira. 

A empresa explicou que a decisão foi comunicada aos empregados, sindicatos, clientes e fornecedores da unidade. 

As usinas de Montes Claros, em Minas Gerais, e a de Candeias, na Bahia, continuarão a operar normalmente, segundo a empresa, que estuda alternativas para as unidades, de acordo com as metas do seu Plano de Negócios 2017-2021. 

No novo plano, a companhia estatal reduziu em 25 por cento os investimentos e prevê focar suas atividades na produção de petróleo, saindo de diversos setores, como de biocombustíveis. 

“Considerando que de acordo com as projeções, não haveria uma solução para a usina em curto prazo e sem novos investimentos, o Conselho de Administração da Petrobras Biocombustível optou por encerrar a produção de biodiesel no Ceará e assim focar recursos em projetos com maior rentabilidade”, afirmou a Petrobras em nota. 

A desmobilização levará em torno de seis meses e será realizada por uma equipe multidisciplinar, explicou a empresa. 

Os empregados próprios serão transferidos para as outras duas unidades da Petrobras Biocombustível e os empregados cedidos serão realocados em outras unidades da Petrobras.