Parabéns: Unicatólica promove a 23ª colação de grau para 275 novos profissionais

Região Central: Na noite da última sexta-feira(20), o Centro Universitário Católica de Quixadá realizou mais uma cerimônia de colação de grau, a 23ª em toda a sua existência e como sempre emocionante para a vida dos novos 275 profissionais e sem dúvida para os familiares e amigos. O Ginásio esportivo ficou lotado.

“A Unicatólica orgulha-se por dividir com os formandos estes nobres sentimentos, na certeza de ter construído com a transformação de sonhos em realidades e do dever cumprido. A partir de agora, abre-se um leque de oportunidades para os que, ao longo de sua jornada acadêmica se dedicaram com esmero”.

O evento foi presidido pelo bispo diocesano e chanceler da Unicatólica Dom Ângelo Pignoli. O diretor geral Manoel Messias de Sousa pediu aos formandos que nãos esqueçam de suas origens. “Vocês saem de uma situação histórica para um novo contexto e exigirá muita dedicação e comportamento ilibados. De agora em diante serão chamados de doutores e tem a missão de bem servir”.

A formando que teve a honra de discursar representando o corpo discente foi Gabriella Romeyk Braga de Castro Cavalcante, que em suas palavras disse que “certamente não foi fácil para a maioria, dificuldades surgiram pelo caminho. Por certo, muitos sentiram desanimo, fraqueza, perderam horas de sono ou tiveram que vencer dificuldades financeira. Pequenos sonhos e desejos foram sacrificados, deixaram de desfilar na passarela da vida para que o desfile triunfal desse sonho maior acontecesse nessa noite”. Alan Diego Ricarte de Araújo fez o juramento.

O Ginásio esportivo ficou lotado. com os formando e seus familiares (foto: Revista Central)

Na mesma linha, o professor Carlos Eduardo de Oliveira Roncolato, que representou o corpo docente: “A colação de grau é um momento de glória. É a recompensa de todo o esforço que vocês empreenderam, a fim de realizar seus objetivos. E cumpriram com êxito, o que provoca em todos os representantes que comungam desse espaço com vocês, esse sentimento de realização e felicidade”.

O formando Antonio Mardonio Pinheiro Vieira, que é portador de deficiência, foi ovacionado pelos colegas e pela plateia, que o aplaudiram de pé, reconhecendo seu esforço para a tão almejada conquista de bacharel em ciências contábeis.

Assista a transmissão do portal Revista Central: