Operação prende homem com 412 cartões do Bolsa Família, suspeito de aplicar golpes de R$ 100 mil em Solonópole

Cartões do Bolsa-Família foram apreendidos pela polícia. (Foto: Reprodução/Secretário de Segurança)

Uma operação realizada pela Secretaria de Segurança prendeu nesta quarta-feira (6) 10 pessoas e apreendeu 412 cartões de beneficiários do programa social federal, Bolsa Família. A “Operação Umari” cumpriu na cidade de Solonópole, mandados de busca e apreensão em relação a 28 pessoas.

De acordo com a polícia, um homem de 46 anos foi preso em casa com cartões de beneficiários do Bolsa Família. Segundo investigações policiais, o homem é suspeito da prática de agiotagem no município. A investigação aponta que os saques mensais passavam de R$ 100 mil.

Os levantamentos apontam que ele emprestava dinheiro aos beneficiários e cobrava juros altos em troca. Para ter acesso aos empréstimos as vítimas entregavam os cartões com as senhas para a realização dos saques.

Além dos cartões, os policiais apreenderam durante a operação dois revólveres calibre 38, uma escopeta e uma espingarda, 37 munições, drogas, um veículo e uma motocicleta.

O suspeito já possui antecedentes criminais por transporte irregular de eleitor, posse irregular de arma de fogo e crime de trânsito.

A Operação Umari reuniu 90 profissionais da segurança pública do Estado, da Polícia Militar do Ceará (PMCE), do Departamento de Polícia do Interior Sul (DPI Sul), Delegacia Regional de Senador Pompeu – ambos da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) – e da Coordenadoria de Planejamento Operacional (Copol), da SSPDS.