O retorno: Incêndio no lixão de Quixadá causa doença e deixa população revoltada com a fumaça tóxica

O piloto de voo livre Eurismar Junior conseguiu registrar imagens em que comprovam essa problemática.

Região Central: O caos na cidade de Quixadá voltou e não há qualquer expectativa para cessar. Enquanto políticos da oposição e situação vivem um momento de intenso troca de acusações, a população está desassistida e o que foi motivo de comemoração, voltou a ser de preocupação: o lixão.

Durante a gestão de João Hudson, ocorreram inúmeros incêndios no lixão o que foi motivo de protesto e decisão judicial. Em 2017, uma parceria entre uma empresa de Senador Pompeu com a Prefeitura de Quixadá foi comemorada, o fim do lixão.

Em 2018, uma briga entre o empresário com os gestores foi suficiente para causar um verdadeiro estrago no lixão, levando até o afastamento de Ilário Marques.

Nesse resumo, na tarde desta sexta-feira ((24), uma grande fumaça tomou conta da cidade de Quixadá, era o reiniciou de uma triste novela. Equipes do Corpo de Bombeiros de Quixeramobim e agentes da Prefeitura foram acionados, aparentemente conseguiram controlar o incêndio.

Nas residências de todos os bairros, até no Cedro, mães lamentaram nas redes sociais e muitas crianças tiveram que ser levadas para as unidades de saúde. A fumaça dessa sexta-feira deixou estrago na saúde pública.

Recentemente, uma decisão judicial determinou que o lixo recolhido em Quixadá deve ser levado para aterro sanitário na cidade de Senador Pompeu. Ninguém sabe se a medida está sendo cumprida.

O piloto de voo livre Eurismar Junior conseguiu registrar imagens em que comprovam essa problemática.