No carnaval, há 14 anos é realizado o “jogo das virgens” de Várzea da Onça para ajudar familiares carentes

os homens se fantasiam de mulheres para jogar futebol (foto: divulgação)/arquivo)

Região Central: Carnaval não é apenas música e bebida, mas também um bom período para ajudar as pessoas e reunir os amigos para bom ato de solidariedade. Em Várzea da Onça, um distrito que pertence a Quixadá, já é tradicional toda segunda-feira de folia o torneio beneficente chamado de “jogo das virgens”.

Para quem pensa que é apenas uma pelada, tá enganado, o clima de carnaval não pode deixar de lado, nesse jogo, os homens se fantasiam de mulheres e encerra-se o momento com o sorteio de uma rifa, organizada anteriormente e todo dinheiro arrecadado é doado para famílias carentes da própria comunidade. Este ano, a rifa será de uma bolsa feminina da marca Arezzo e um terno de futebol. O ponto custará apenas R$ 5,00.

“É um momento de descontração e de solidariedade. Essa atividade já é uma tradição que acontece há 14 anos e isso só é possível porque um grupo de pessoas se organiza, faz doações, se dedicam na venda e compra dos pontos da rifa. Nada disso teria sucesso se não fosse a união de todos participantes.” Roberto Monteiro, um ex-jogador do Quixadá Futebol Clube.

Qualquer pessoa pode ajudar nessa ação e quem tiver interessado é só entrar em contato com o Roberto Monteiro, Bezaliel, Leidiane, Patrícia, Silvia Lima e Egimiro.

O evento recebeu apoio de vários ex-jogadores e jornalistas da grande imprensa da capital, que divulgaram vídeos nas redes sociais.