Lideranças comunitárias reclamam da falta de transporte escolar, em Ibaretama

Região Central: O município de Ibaretama tem enfrentado inúmeros problemas na área publica, serviços essenciais de saúde e educação funcionam de maneira precária e a população não perdoa, nas redes sociais a reclamação é constante, desta vez um problema que vem se arrastando desde o inicio da gestão de Edson Moraes (MDB), o transporte escolar da área rural do município.

O líder comunitário da comunidade Várzea de Cima, Xarles Rabelo criticou a falta de transporte, “Gostaria de Saber se já está valendo crianças estudar em casa agora.” “SIC” em seguida publicou em sua rede social uma nota em nome da associação local e da Pastoral da Criança repudiando a falta de transporte escolar para as crianças daquela localidade.

A articuladora comunitária de Travessia, Meibia Queiroz também criticou, segundo ela na Travessia a situação se arrasta todo ano, “Essa é uma das políticas públicas que jamais pode deixar de ser atendida, é um direito que não pode ser negado a uma criança” pontua.

Já a articuladora comunitária de Posto São Paulo, Gilvânia Freitas, critica a falta de transporte em Bom Jesus, Riacho e Posto São Paulo, segundo a liderança faz duas semanas sem transporte. “Já faz duas semanas que os alunos não vão a escola isso e mt ‘sic” triste essa realidade. Vamos ter mais responsabilidade com nossas crianças e jovens, mas no ano próximo ano venha ai”. Desabafou a articuladora.

O Governo do Estado enviou cinco ônibus para assegurar transporte regular para os alunos do município de Ibaretama, no portal do TCE é possível verificar que a ultima licitação de transporte escolar foi realizada em Abril de 2018 de responsabilidade do então secretário Renan Borges, a execução ficou por conta da empresa V&V empreendimentos, um contrato de R$ 2.026.215,00 (dois milhões, vinte e seis mil e duzentos e quinze reais). Não existe licitação para transporte publicada para o ano de 2019.

Conteúdo: IbaretamaNet