Justiça condena ex-secretário de Madalena a 21 anos de prisão por matar a esposa com 35 facadas

“Alan Terceiro” também foi vereador da cidade de Fortaleza

Em julgamento finalizado na noite desta terça-feira (25/09), ex-chefe de gabinete do município de Madalena e que também foi vereador de Fortaleza, Francisco das Chagas Filho, conhecido por “Alan Terceiro” foi sentenciado a 21 anos de reclusão pelo assassinado, em 2013, de sua ex-companheira, Andréa Jucá, com 35 facadas, por não aceitar o fim do relacionamento.

Prevaleceu a tese do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) de homicídio duplamente qualificado: motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

“Foi uma decisão justa, juridicamente correta e que contribui para a credibilidade do Ministério Público e do Poder Judiciário cearenses. Outrossim, fez-se justiça, no império do Estado Democrático de Direito, à sociedade, e, nomeadamente à família da vítima, em sua plenitude, nos termos da legislação de regência”, disse o promotor de Justiça responsável pelo caso, Marcus Renan Palácio.

A peça processual relata que o acusado trancou a vítima dentro do quarto e a matou sem qualquer chance de defesa. A juíza da 1ª Vara do Júri, Danielle Pontes, presidiu a audiência.

A prática delituosa não foi enquadrada como crime hediondo, por ter ocorrido no ano 2013, antes da Lei do Feminicídio entrar em vigor.

alan_terceiro_madalena