Jovem é executado à bala no bairro Alto São Francisco, em Quixadá

Região Central:  A violência tem sido um dos assuntos mais questionado pela população da cidade de Quixadá. Homicídios e tem ocorrido corriqueiramente. Os números dos crimes contra a vida têm aumentado nos últimos meses no município, mesmo o governo estadual ter aumentado o efetivo das duas policias.

Somente nesta semana três pessoas foram assassinadas, sendo seis no mês de setembro. O último crime foi na noite desta quinta-feira(13), por volta das 19 horas no bairro Alto São Francisco. A vítima foi identificada como sendo Hélio Felipe Lima Alves – conhecido como “Paladim”.

De acordo com informações, ele foi abordado por dois bandidos armados, os quais ao abordá-lo já foram sacando uma arma e atirando. “Paladin” caiu em uma calçada, foi socorrido ao Hospital Dr. Eudásio Barroso, mas já chegou sem vida.

A equipe do rabecão fará o translado do corpo ao Instituto Médico Legal-IML, na cidade de Quixeramobim.

O caso será investigado pela Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá, que também trabalha em busca de elucidar outros delitos dessa magnitude.

Dados

No dia 01, Quixadá volta a registrar homicídio à bala, dessa vez, no bairro Monte Alegre. Francisco Diassis Gomes Pereira, de apenas 21 anos, foi executado com três tiros na cabeça. Outra pessoa por nome de Roseluane da Silva foi atingido por ‘balas perdidas’.

No dia 2, no Beco do Zé Antero, no bairro São João, um homem identificado como “Magno” estava na calçada, quando foi chamado por uma pessoa, quando se dirigiu ao local, foi assassinado. Na madrugada do dia 02, na Avenida Presidente Vargas, na Praça do Campo Novo, um indivíduo efetuou três disparos e lesionou no braço direito um Servente de Pedreiro, de 30 anos.

No dia 08, na localidade de Fazenda Douro, no distrito de Tapuiará, Rafael Pereira de Abreu, 21 anos, foi assassinado ao sofrer vários disparos.

Na última segunda-feira(10), uma pessoa foi baleada na Rua Padre Cícero, no bairro Triângulo. A vítima foi identificada pelo nome de Allan, que sofreu quatro tiros, sendo dois em um braço e os outros no peito esquerdo.

Na quarta-feira (12), o homicídio foi no bairro Alto São Francisco, Elionezio Pontes da Silva foi lesionado à bala, e não resistiu aos ferimentos.

Leia mais sobre os homicídios