segunda, 01 setembro de 2014

Estou Em: Colunas Reforma Ortográfica Socioeducativo ou sócio-educativo?
Informax_animado

Socioeducativo ou sócio-educativo?

E-mail Imprimir PDF
Reforma_Ortografica

O correto é socioeducativo (sem hífen).

argaiv1696

Na década de 90, sócio era considerado a redução de social, razão por que antes se escreviam sócio-econômico e sócio-educativo. Depois, tal adjetivo passou a ser usado como prefixo, o que justifica, agora, o uso de socioeconômico e socioeducativo.

De tal modo, infanto e pérfuro são tratados, agora, não como reduções, mas como prefixos (ou como pseudoprefixos, como têm sido mais comumente tratados), o que justificaria a ausência do hífen e da justaposição (junção de duas palavras sem a perda de uma única letra).

Ademais, vale lembrar que, se os ditos vocábulos agora são vistos pela ABL (e pelos dicionários) como prefixos (ou pseudoprefixos), os mesmos irão se submeter às novas regras gramaticais editadas pelo novo Acordo Ortográfico firmado entre os países de língua portuguesa, o que nos obriga a um bom conhecimento das regras em questão.

A regra é clara: se o primeiro elemento termina com vogal diferente da vogal que inicia o segundo elemento, ocorre a justaposição: juntam-se as palavras, sem hífen e sem perda de fonema.

Escreva, portanto, socioeducativo e socioeconônimo.

Mas cuidado: escreva sociopolítico-econômico, sócio-efetivo, sócio-gerente. Nos dois últimos casos, o primeiro elemento é um substantivo, e portanto não se lhes aplica a regra do Acordo.

Robério Fernandes
Colunista
Coluna "Reforma Ortográfica"

É Licenciado em História e ex-professor de matemática financeira. Autor do livro “Manual de português para o dia a dia forense”. É servidor concursado do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. Ministra cursos sobre a nova reforma ortográfica. Em 2009 foi facilitador do referido curso na Comarca de Acopiara e em 2010 e 2011 na Comarca de Aquiraz, tendo como destinatários juízes, promotores, advogados e servidores do Judiciário e do Ministério Público. É autor de três blogs, um dos quais voltados exclusivamente para a língua portuguesa, com postagens semanais.


 



Compartilhe