sexta, 01 agosto de 2014

Estou Em: Editorias Arte e Cultura Juiz Federal recebe título de Sócio Benemérito em Quixadá
Informax_animado

Juiz Federal recebe título de Sócio Benemérito em Quixadá

E-mail Imprimir PDF
Dr_Mairton_federal_home

argaiv1310

Um magistrado federal defensor da cultura popular.

Manter a cultura popular não é uma tarefa muito fácil no Sertão Central cearense. Em Quixadá tem um “herói do sertão”, João Soares, que tem “carregado nas costas” essa missão de manter viva com muita dificuldade a poesia dos repentistas de viola. A todo instante o mesmo tem ouvido muitos “nãos” por parte do poder publico.

Com bravura, ele tem conquistado pessoas certas que lutam com muito “sangue e suor” em defesa de uma causa, não seria diferente com o presidente do Instituto de Pesquisa e Viola Sr. João Soares, homem simples, porém, muito determinado na manutenção da poesia de cordel em nossa região, sempre lutou para que a cultura popular não morresse em nas cidades do Sertão Central cearense.

E foi exatamente que aconteceu. O destino quis fazer este encontro quando instalou a Justiça Federal em Quixadá, curiosamente o titular escolhido foi o Dr. Marcos Mairton da Silva, que também é um dos maiores promotores da cultura popular nordestina, onde mantém há bastante tempo fora do seu horário de expediente o site, Mundo Cordel, local escolhido para externar o seu amor pela cultura popular, e dividir com a sociedade cearense e o mundo todo o seu talento e sua desenvoltura como poeta, cordelista, compositor, cantor e escritor.

Foi com muita justiça que neste ultimo final de semana no Centro Cultural Raquel de Queiroz, a diretoria do Instituto de Pesquisa e Viola Cultural Popular do Sertão Central resolveu reconhecer este talentoso Juiz, concedendo-lhe o titulo de Sócio Benemérito, como forma de agradecimento ao seu grande empenho em querer manter vivo a cultura popular do Estado, principalmente a sua demonstração de carinho para com Quixadá, quando registrou em seus versos a Terra dos Monólitos mesmo em pouco tempo de sua permanência em Quixadá.

O momento foi de grande emoção para o homenageado, que falou que já tinha ganhado muitas outras homenagens durante sua vida, mas, aquela era muito especial para sua galeria de reconhecimentos. Também fez questão de registrar com muito carinho a presença do seu pai, que também é escritor, sua mãe e seu filho que vieram especialmente a Quixadá para participar do evento. Acrescentou que aquela comenda será exposta com muito orgulho em sua sala de trabalho na Justiça Federal.

O magistrado durante seu discurso de agradecimento aproveitou para recitar alguns versos de sua autoria, demonstrando sua desenvoltura poética, dividiu com os presentes que estará fazendo o lançamento do seu novo livro onde retrata a cidade de Quixadá, no mesmo dia da apresentação oficial da Academia Quixadaense de Letras, 25 de Julho de 2012, data essa onde o mesmo se tornará também imortal das letras ao lado dos escritores quixadaenses e do Sertão Central.

O evento contou com a presença do presidente do Centro Cultural Raquel de Queiroz, Henrique Rabelo, promotora de eventos culturais Iris Freitas, violeiros, poetas, os escritores João Eudes Costa, Bruna Costa, Angélica Bananeira e o escritor pai do homenageado Mansueto Silva, presente ainda Ângela Borges, contadora Célia Silva, estudantes, advogados, presidente do PR Valdênia, e várias admiradores da cultura popular. O promotor do evento foi o Jornalista e radialista Wanderley Barbosa.

 


Adicionar comentário

AVISO: todo e qualquer comentário publicado na internet por meio do portal REVISTA CENTRAL não reflete, obrigatoriamente, a opinião deste portal. Os textos publicados são de exclusiva, integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. O portal REVISTA CENTRAL reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Informamos ainda que poderá haver moderação dos comentários, visando garantir a privacidade das informações. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação (nome e endereço válido de e-mail) também poderão ser excluídos. Informamos que todos os comentários ficam registrados a numeração de IP.


Código de segurança
Atualizar


Compartilhe