Grupo do Cirilo é humilhado nas urnas e também derrotado na Câmara ao querer tomar Prefeitura de Quixeramobim

Região Central: A sessão da Câmara Municipal de Quixeramobim nesta quarta-feira(21), foi tensa e reuniu centenas de pessoas no plenário e também na transmissão via facebook. Naquele momento a oposição em parceria com o presidente o Sindicato dos Servidores Públicos de Quixeramobim, Wauires Rodrigues da Silva, tentavam afastar o prefeito Clébio Pavone. O grupo do gestor classificou como tentativa de golpe.

Wauires Rodrigues da Silva é ligado ao Partido dos Trabalhadores, ele corriqueiramente desfila pelas ruas de Quixeramobim chamando Michel Temer de golpista, agora, também poderá ser comparado com o presidente brasileiro. O objetivo de Wauires e seu aliado Cirilo Pimenta não deu certo, deixando ambos fragilizados ainda mais, principalmente porque agora a população sabe como os dois têm discursos e ações opostas.

Ainda não se sabe, se o prefeito irá processar Wauires Rodrigues por ter feito acusações de que  Pavone teria cometido crimes, sendo este absolvido pelos vereadores.

Se a vida política do ex-prefeito Cirilo Pimenta era complicada, o resultado desse 2º turno o deixou ainda mais abatido politicamente. Derrotado de forma humilhante nas urnas, agora pelos vereadores que sempre bateram continência, seu estilo de coronel da velha política o afasta de um retorno ao Paço Municipal.

Mesmo com um cargo do terceiro escalão do governo estadual, Cirilo Pimenta não se impostou com o governador Camilo Santana, ao tentar beneficiar o Capitão Wagner, caso o vice-prefeito Marcos Rogério assumisse a prefeitura. Aparentemente, o ex-prefeito não se importa com seus aliados. Muitos acreditam que ele trairá Osmar Baquit.

Outro fato que chamou a atenção foi à forma de atuação do presidente da Câmara, François Saldanha. Ele estava bastante revoltado com o pretenso resultado, chegou a anunciar que anularia a sessão por ter pessoas comemorando a sua derrota de seus aliados. Ocorre que, durante toda a sessão houve gritos e manifestações dos antigos empregados da prefeitura, na gestão de Cirilo.

No fim votaram pelo afastamento os vereadores: Antonio Filho, Célio Neto, Claudinha Borges, Cristina Pimenta, François Saldanha, Idelbrando Rocha, Kim e Terezinha Pimentel. Contra: Edson Nogueira; Evando Cosmo; Everardo Junior; Fernando Antonio; José Wilson e Roberlan Saldanha.

Nas redes sociais, Cirilo Pimenta recebeu inúmeras criticas e muitos dizem que ele continua sem aceitar a derrota que o povo lhe concedeu. Concluiu-se que: ficou feio para o Cirilo Pimenta ter perdido o segundo turno. O político foi afastado pela justiça em 2014 por suposto envolvimentos em esquema milionário de dinheiro público. Naquele mesmo ano, sofreu um pedido de afastamento pela Câmara, a pedido do MPCE, foi também arquivada.