Governador esquece região Central: Criado 11 Centros de Idiomas e 40 escolas em Tempo Integral

Durante a transmissão do tradicional bate-papo ao vivo com a população, em sua página no Facebook, nesta terça-feira (26), o governador Camilo Santana anunciou que mais 40 escolas de Ensino Médio passarão a ser em Tempo Integral no Estado. Com isso, o número de unidades com esse perfil chega a 111. Nenhuma escola da região Central do Ceará foi contemplada pelo governo, nas CREDE-07 (Canindé), CREDE-12 (Quixadá), e CREDE-14 (Senador Pompeu).

No último bate-papo ao vivo do ano, Camilo Santana também sancionou lei que cria onze Centros Cearenses de Idiomas. Os equipamentos vão ofertar ensino gratuito das línguas inglesa e espanhola aos estudantes da rede pública estadual, fortalecendo o currículo da Educação Básica. O chefe do Executivo sancionou, ainda, lei que institui o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV) para os servidores técnicos das universidades Estadual do Ceará (Uece), Regional do Cariri (Cariri) e Vale do Acaraú (UVA).

Escolas de Tempo Integral

As novas 40 unidades serão distribuídas pelos municípios de Fortaleza (14), Aquiraz (1) , Caucaia (2), Eusébio (1), Itaitinga (1), Maracanaú (4), Maranguape (1), Pacatuba (2), Itapajé (1), São Gonçalo do Amarante (1), Pentecoste (1), Carnaubal (1), Viçosa do Ceará (1), Acarape (1), Limoeiro do Norte (1), Independência (1), Iguatu (1), Lavras da Mangabeira (1), Crato (2), Juazeiro do Norte (1) e Caririaçu (1).

A região Central do Ceará sempre foi a mais esquecida, primeiro o governo investe na região do Sobral (norte), Cariri, Centro sul, e demais.  Falta força política coletiva entre os prefeitos e deputados.

O governador esqueceu novamente a região Central do Ceará, ao criar onze Centros de Idiomas, que serão coordenados pela Secretaria da Educação (Seduc) e espalhados por Fortaleza (6), Crateús (1), Caucaia (1), Juazeiro do Norte (1), Iguatu (1) e Itapipoca (1). “O mercado de trabalho tem exigido, cada vez mais, qualificação. Como somos um estado turístico, e como estamos ampliando o nosso turismo, (essa formação) é importante”, justificou o governador.