Fim do ‘coronelismo’: O povo de Quixeramobim se libertou de Cirilo Pimenta

Cirilo_Pimenta_acabadooooEm 2016, a população já estava cansada do velho modelo ultrapassado, da política coronelística e sem qualquer expectativa de renovação do ‘coronel’.

De 1996 até 2016, Cirilo Antonio Pimenta Lima mandou e até imagina-se, que seria um rei nas Terras de Antônio Conselheiro, enquanto os eleitores, claro, os seus súrditos. Enganou-se em suas atitudes e nas urnas a sua derrota foi uma espécie de libertação.

Cirilo Pimenta iniciou atividade pública como vereador de Quixeramobim, em 1990, se elege deputado estadual, sendo reeleito em 1994. Em 2008, ficou na primeira suplência como deputado estadual.

A cada vitória, seu grupo aumentou o poderio político, tendo a Prefeitura Municipal de Quixeramobim como propriedade particular. Zombarias e muitas farras com o dinheiro público culminou nas operações “Quixeramobim I e II”, do Ministério Público Estadual.

Cirilo, o coronel, desafiou as autoridades, fez manifestação, voltou à chefia do Poder Executivo, mas a limpeza de Quixeramobim ocorreu no dia 02 de outubro de 2016, quando o ‘coronel do sertão’ perdeu a majestade.

Em 1996, Cirilo Antonio Pimenta Lima(PSDB) venceu as eleições com 20.453 votos, 77,706%, seus adversários Gonçalo Bolívar Sobreira Pimentel 5.128 votos, Raimundo Nonato Leandro Nobre 740 votos.

Em 2000, Cirilo Pimenta(PSDB) venceu com 19.961 votos, ou 67,34%, o médico Francisco Romulo Coelho de Figueiredo(PDT) que só teve 9.681, equivalente a 32,66%.

Durante todo este período Cirilo Pimenta recebeu o apoio incondicionado do governador Tasso, mas logo largou o atual senador quando o PSDB passou por crise, no auge petista. Fidelidade partidaria nunca foi o seu perfil, sendo buscou o apoio de governadores.

Clique e curta a nossa página no facebook

No ano de 2004, Pimenta conseguiu eleger Edmilson Correia de Vasconcelos Junior(PSDB) com 19.613, derrotando Francisco Romulo Coelho de Figueiredo(PPS) que tirou apenas 14.437.

Já em 2008, Edmilson Jr.(PMDB) se reelegeu praticamente com a mesma votação 19946 votos, tendo derrotado mais uma vez Rômulo Coelho(PSB)

2012, Cirilo Pimenta(PSD) retorna com o apoio de Edmilson Jr., ele obteve 22.733 votos e mais uma vez o perdedor foi o médico Rômulo Coelho, que só teve 19.412 votos.

Cirilo manteve antigos secretários, não inovou a sua forma de administrar, colocando Quixeramobim em escândalos de corrupção. A juventude foi sem duvida quem ele mais recebeu cobranças. Seu grupo político não aceitou tais criticas, partindo para o ataque.

Em 2016, a população já estava cansada do velho modelo ultrapassado, da política coronelística e sem qualquer expectativa de renovação por parte do “coronel’. O povo derrotou Cirilo Pimenta(PDT) nas urnas quando este só recebeu 20.196, 45,67%.

Clébio Pavone(SD) recebeu o triunfo da vitória de um povo que estava no cabresto, foram 24.026 votos, 54,33%, os quais retiraram a coroa de quem nunca teve o trono, mas, possivelmente, imaginava em suas eloquências.

Clébio Pavone tem que fazer uma gestão com nomes novos, mudar o perfil da perseguição, administrar sem populismo e sem fantásticos babões.