“Farra dos Caixões”: Prefeitura de Ocara só comprou 21 urnas funerárias em 2017, mas licitou 370 para este ano

Região do Maciço: A Prefeita de Ocara, Amália Lopes de Sousa, ainda não conseguiu explicar o motivo que a sua administração licitou para este ano a aquisição de 370 caixões, quando em 2017 somente 21 pessoas foram enterradas com urnas funerárias populares fornecidas pelo Município.

A “Farra dos Caixões” denunciado pelo portal Revista Central repercutiu nas redes sociais, também em vários outros sites e emissoras de rádio. Uma equipe de televisão também deve fazer reportagem sobre esse escândalo.

Conforme os documentos do TCE/CE, funerária “Paz Infinita”, de razão social Francisca Eliane de Almeida Barros – ME, CPF/CNPJ: 17.350.451/0001-51, localizada na cidade de Maracanaú, deverá embolsar mais de trezentos e trinta mil reais somente nos próximos 12 meses. Nesta segunda-feira(12) a proprietária da funerária ameaçou a processar o portal RC, conforme gravação via celular. Ela está revoltada de ter seus dados expostos.

A funerária “Paz Infinita” poderá receber da Prefeitura de Ocara o valor de até R$ 330,680 (trezentos e trinta mil seiscentos e oitenta reais). O que chama a atenção é que em 2017, apenas vinte de três pessoas pobres precisaram dos caixões populares.

Dados do IBGE apontam que em 2016, somente 147 pessoas morreram em Ocara, os números de 2017 ainda não foram coletados, mas não chegam a 200. Vale ressaltar que somente 21 pessoas precisaram de urnas funeráriaS em 2017. Diante das razões, é inexplicável a licitação para 370 caixões.

A “Farra dos Caixões” é o retrado de uma gestão sem planejamento, mas o Ministério Público deve investigar. Curiosamente, no ano passado a funerária “Paz Infinita” também forneceu caixões para a Prefeitura de Ocara, entretanto, os preços em sua maioria foram de R$ 300,00, 680,00 e apenas dois acima de mil reais.

Dados do IBGE apontam que em 2016, somente 147 pessoas morreram em Ocara, os números de 2017 ainda não foram coletados, mas não chegam a 200. Vale ressaltar que somente 21 pessoas precisaram de urnas funerária em 2017. Diante das razões, é inexplicável a licitação para 370 caixões.

Leia mais: “Farra dos caixões”: Prefeitura de Ocara pretende comprar quase R$ 350 mil em urnas funerárias

A “Farra dos Caixões” é o retrado de uma gestão sem planejamento, mas o Ministério Público deve investigar. Curiosamente, no ano passado a funerária “Paz Infinita” também forneceu caixões para a Prefeitura de Ocara, entretanto, os preços em sua maioria foram de R$ 300,00, 680,00 e apenas dois acima de mil reais.

As investigações avançam, em 2017, funerária “Paz Infinita” a recebeu apenas R$ 9.229,20 reais por ter fornecido 11 urnas. A F Celio Martins Funerária –ME recebeu apenas o total de R$7.950,00 reais por ter fornecido 10 caixões. Totalizando apenas 21 caixões.

Print dos dados no site do Tribunal de Contas do Estado do Ceará-TCE/CE

 

Tags: