Estudante de medicina faz receita adaptada para paciente idoso analfabeto e viraliza

Os remédios são identificados com fitinhas de variadas cores e estampas. Ao lado, o horário de cada um. (Foto: Reprodução/Twitter/Gabriela Lemos)

Em atendimento a um idoso, a estudante de medicina Manuela Lemos adaptou receita ao paciente, que é analfabeto. A unidade de saúde onde o homem foi atendido fica em Belém, capital paraense. O procedimento foi divulgado pela estudante a amigos, no Instagram, nesta terça-feira, 4. Já Gabriela, irmã de Manuela, compartilhou no Twitter e a publicação viralizou.

Nesta quarta, 5, já eram mais de 150 mil curtidas e 55 compartilhamentos ao tweet. “Aplaudindo infinitamente minha irmã que atendeu um paciente analfabeto e fez uma receita toda adaptadinha pra ele”, disse Gabriela no texto.

“Vocação, sabedoria e empatia. Isso muda tudo. Parabéns a sua irmã, que tenhamos mais profissionais assim”, elogiou um usuário.
Na imagem, os remédios são identificados com fitinhas de variadas cores e estampas. Ao lado, apenas os horários de cada um.

“O paciente estava há anos sem controle do diabetes e da hipertensão porque não sabe ler a receita. Quando o amor conduz à prática médica, vencer essas barreiras vira rotina”, detalhou Manuela, no Instagram. Ela ainda agradeceu à médica supervisora Rayssa Miranda, pelo ensino da prática.

Ao paciente, foram receitados medicamentos como gibenclamida e cloridrato de metformina, para controle do diabetes, além de losartana potássica, para controle da hipertensão.
Manuela deu mais detalhes no Facebook:

“Ainda muito chocada com o impacto que essa publicação causou! Dra Rayssa é uma médica extremamente humanizada, que sempre nos ensinou que deveríamos nos preocupar em passar a mensagem pro paciente de uma forma clara, se preocupando de verdade com o tratamento dele. (O paciente) agradeceu com um sorriso de compreensão ao final do atendimento”.

O POVO Online entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria da Saúde de Belém, por telefone e e-mail, mas não obteve retorno na manhã desta quarta-feira, 5.

Conteúdo: O Povo