Enel corta energia de escolas municipais de Ibaretama por falta de pagamento e população pede ajuda do Ministério Público

 

Região Central:  Um caso chama atenção e deixa os moradores revoltados no município de Ibaretama, isso porque, algumas escolas de ensino fundamental tiveram o fornecimento de energia de suspenso na tarde desta segunda-feira, 06. A prefeitura não pagou a conta há alguns meses.

A informação foi confirmada por funcionários das unidades, até o momento não conseguimos confirmação por parte da administração, muito menos da Enel que é responsável pelo fornecimento de energia.

Em novembro de 2017, o município não conseguiu negociar e o prédio onde funcionava a Prefeitura de Ibaretama teve sua energia suspensa. Ibaretama é o único município do Brasil onde a prefeitura está com as portas fechadas há quase um ano. Muitos já diziam que a atual secretária não teria competência para gerir uma pasta tão importante, mesmo assim o prefeito delegou.

Para agravar a situação administrativa, de acordo com populares a energia da Escola polo Francisco José de Freitas, Oiticica; e José Gustavo de Queiroz, em Piranjí, foi suspensa pela Enel, funcionários nos confirmaram a informação, outras unidades pertencente ao município também estão com energia suspensa.

Esse descaso na educação de Ibaretama teve início desde quando a atual Secretaria Jane Vládia assumiu a pasta, causando grande estrago para a população. A pessoa de confia do prefeito Edson Mores continua a decepcionar a população, mesmo assim, Edson prefere nadar com gestor desse nível.

Os Ministérios Públicos Estadual e Federal devem investigar a atual secretária de educação Jane Vládia, para responsabilizá-la pelo grande prejuízo causado aos estudantes e consequentemente aos cofres públicos federais.