Empresa que venceu licitação da “farra da gasolina” pertence a parente de vereador de Canindé

Presidente assinou a homologação da licitação da farra dos combustíveis e diz que não é verdade a reportagem

Região Central: uma minuciosa investigação do portal Revista Central avança e pode revelar algo mais grave em relação à reportagem. Foi denunciado algo que foge da razoabilidade dentro do Poder Legislativo de Canindé, quando o presidente homologou 34.100 (trinta e quatro mil e cem) litros de gasolina, álcool ou diesel, por meio da licitação de nº. 2017121108-PP/2018, provando a “farra da gasolina“. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado do Ceará-TCE-CE.

A empresa vencedora do certame foi o Posto Fibra Comercio de Combustíveis LTDA – ME, que pertence a um familiar do vereador e comerciante Francisco Regis Teixeira Barroso. Quem gerencia os negócios é um primo dele, apontado como sócio: Alex Ferreira Barroso e Raquel Maciel Bianor Cosme.

Dados obtidos no site da Receita Federal aponta os donos do posto

Ameaça

Durante esta quinta-feira(08), o vereador Sloan Bezerra Maciel(PT) chegou a fazer ameaças ao editor do portal Revista Central em uma rede social, “você vai responder pelo seus atos aguarde e não adianta ficar chorando depois ok.” Ameaçou o parlamentar, que após 8 horas apenas três pessoas tinham compartilhado uma nota da Câmara.

É sem dúvida lamentável, a postura de um vereador ameaçar a liberdade de imprensa. Ao vereador, temos apenas uma resposta: vamos continuar o nosso trabalho e denunciando atos como essa licitação.

Nota da Câmara de Canindé

Em nota, a Câmara Municipal diz que trata-se de informações inverídicas, pautadas no total desconhecimento jurídico e legal, uma vez que, no ano de 2017 e, tampouco no ano de 2018, em situação alguma foi feito pagamento de diárias à qualquer vereador daquela casa.  Vejamos, a astúcia e a busca de querer desvincular a licitação da “farra da gasolina” com diárias. É sem dúvida, querer fazer a população lesada.

Com relação a licitação da farra da gasolina, a Câmara Municipal afirma que foi realizada com os devidos rigores das Lei Federais, sendo dado total publicidade, aduzindo ainda que não foi pago nenhum valo referente a combustíveis no ano de 2018. O portal Revista Central esclarece em nenhum momento disse que havia pagamento ou que o processo foi a margem da lei.

Para o vereador presidente Francisco Alan de Oliveira Uchoa, vislumbra que a divulgação foi profana, maldosa e de cunho totalmente duvidoso. “vimos até aqui esclarecer a sociedade canindense que todas as palavras ditas neste BLOG de codinome: Revista Central, são falsas e maliciosas, e, em nada obstam a verdade”.

veja a licitação – (Acesse aqui)

Chega a ser ridícula querer questionar o que a própria nota da Câmara afirma que ocorreu a licitação, em nenhum momento o presidente teve coragem de questionar os valores e a quantidade de litros, o que prova que Alan é igual a muitos políticos brasileiros. Que nega diante das provas.

Segue abaixo ou leia mais “Farra da gasolina”: Vereadores de Canindé terão 35 mil litros de combustíveis e o povo pagará R$ 120 mil reais