Em 25 anos, cemitério em Boa Viagem enterrou apenas uma pessoa

Foto: Toy

Imagina um cemitério todo branco, onde o único colorido seja de flores e arranjos ornamentais ao lado dos túmulos de pessoas que já se foram, um lugar limpo e que trás leveza e paz de espirito para os que entram no local.

Este é o cemitério de Guia, distrito 31km da sede Boa Viagem, um local zelado por moradores  e que possue fatos curiosos e pouco comuns em comparação a milhões de cemitérios pelo Brasil.

25 anos sem enterrar pessoas.

Sim, o cemitério não permite que sejam enterrados corpos como é comum e padronizado na maioria dos cemitérios existentes, o motivo é que foi acordado com a comunidade há mais de 25 anos atrás, que apenas sejam ”engavetados” os corpos dos que já se foram, em túmulos construídos no local.

De acordo com Dona Lúcia Campos, principal zeladora do local público, apenas 1 pessoas foi enterrada dentre este período, uma excessão.

O Branco Predomina

Não é regra, mas para manter a harmonia do local, foram adotados cores padrões, que simbolizam a paz e a leveza de espirito, o branco, as paredes dos túmulos, os pertences e toda a parede de proteção do local possuem cores vivas que deixam o ambiente mais calmo, levando aos presentes uma profunda reflexão.

25 anos percorrendo o mesmo percurso todo dia.

Dona Lúcia Campos é uma figura muito popular naquele distrito, ex vereadora, mãe, filha e avó, é uma senhora respeitada pela comunidade por relevantes serviços prestados, a maioria de forma voluntária.

Diariamente, como ela própria diz e populares confirmam, a mulher de vestes brancos (promessa religiosa paga por uma graça alcançada) percorre um trajeto de pouco mais de 1 km até o cemitério para sua prece diária e cuidados com o local.

Dona Lúcia descreve o ambiente como local de paz, com uma filha, irmão e o pai sepultado no local, a mulher não os deixa de visitar e rezar pelas vidas em outro plano dos que já se foram.

Neste domingo (22), a reportagem da TV Jangadeiro, sob o comando do repórter e apresentador Nilson Fagata estiveram sob indicação do Portal Sert News, na localidade para mostrar figuras carimbadas daquele lugar.

Dona Lúcia é uma dessas e que guarda histórias que fascinam quem as conhece, a reportagem irá ao ar ainda esta semana.