Eleições 2018: Rachel bate Odorico, é a mais votada em Quixadá, mas ficam fora da Câmara Federal

Rachel Marques e Odorico Monteiro fizeram uma campanha acirrada

Região Central: Eles eram aliados, Odorico Monteiro foi eleito deputado federal pelo PT, inclusive recebeu mais de 13 mil votos na cidade de Quixadá com apoio de Ilário Marques, no entanto, Monteiro deixou o Partido dos Trabalhadores, teve passagem pelo Pros em seguida se filiou o PSB.

Foi só Rachel Marques anunciar sua candidatura como deputada federal, iniciou-se uma grande briga pelo colégio eleitoral do município com Odorico Monteiro. Durante a campanha, os correligionários trocaram insultos, inclusive com apostas de quem tiraria mais votos em Quixadá.

Na briga pelo eleitorado, Rachel Marques levou a melhor na Terra dos Monólitos, se firmando ainda mais em seu colégio eleitoral. Ele obteve 9.761, enquanto Odorico 8.445, uma diferença de 1.316 votos.

Diante da situação, os dois, ficaram fora da Câmara Federal. Rachel com quase 44 mil, na terceira suplência da coligação PT / PCdoB / PP / PV / PR / PMN.

Odorico ficou com quase 77 mil, na segunda suplência da coligação PDT / PTB / DEM / PSB / PRP / PPL.