Descaso: Rodovia de acesso a UPA, Residencial Rachel de Queiroz e Serra do Estevão continua esburacada; veja na RC TV

Região Central: Atendendo os apelos da população, a equipe da RC TV esteve ao vivo na rodovia de acessos ao distrito de Dom Mauricio e constatou um total descaso para com as pessoas que necessitam trafegar pela rodovia estadual. Buracos dificulta o trânsito e aumenta a dificuldade de chegar a Unidade de Pronto Atendimento.

Em maio, o governador Camilo Santana até assinou o projeto para executar a pavimentação asfáltica dessa via ao Dom Maurício. Prometeram quase R$ 50 milhões que seriam destinados à implantação de 18 km de rodovia entre Quixadá e Custódio e a recuperação de mais 18,09 km entre Quixadá e Dom Maurício, mas nada foi concretizado pela Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), por meio do Departamento Estadual de Rodovias (DER).

A obra chegou a ser anunciada pelos políticos de Quixadá, mas restou apenas a promessa, enquanto a realidade são os inúmeros acidentes, deixando dor e sofrimento. Quem mora no Residencial Rachel de Queiroz reclama da situação.

Outro grave problema é chegar a Unidade de Pronto Atendimento com pacientes, a buraqueira pode até causar complicações  aos pacientes.  Quem também reclama da situação são os policiais que muitas vezes deixam de atender ocorrência com maior rapidez devido aos buracos.

Na semana passada dois acidentes foram registrados na estrada de acesso ao residencial Rachel de Queiroz. A primeira colisão envolveu um jovem por nome de Ramon. Ele sofreu fratura exposta na tíbia (canela esquerda). Ramon foi socorrido a Unidade de Pronto Atendimento-UPA, em seguida ao Hospital Eudasio Barroso. Horas depois um casal juntamente com seus dois filhos, foram atropelados também nessa via. Wanderson de 23 anos, conduzia sua bicicleta e como garupeira, Cirlene, seus dois filhos quando foi atropelado pela motocicleta de placa NUZ-2853, conduzido por Clessio Max de Oliveira Lima, que teria tentado desviar de um buraco.

Se durante o dia é difícil chegar em casa, a noite a gravidade do problema aumenta devido a escuridão. Os moradores pedem ainda que seja criado um projeto de iluminação pública até o residencial.

Confira na RC TV: